Cotidiano

Pacientes desmentem Sesau e garantem que insulina e fitas de glicemia não chegaram

Reportagem constatou que CEI continua desabastecido

Midiamax Publicado em 29/02/2016, às 16h08

None
45172_ampliada.jpg

Reportagem constatou que CEI continua desabastecido

As reclamações sobre a falta de insulina e fitas de glicemia continuam em Campo Grande. Na manhã desta segunda-feira (29) a assessoria de comunicação da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) garantiu que os produtos foram disponibilizados, no entanto, pais de filhos com diabetes afirmam que no CEI (Centro de Especialidade Infantil) o problema permanece. A equipe de reportagem do Jornal Midiamax ligou no local e confirmou a denúncia.

Na última quinta-feira (25), o vereador Ayrton Araújo (PT) apresentou requerimento pedindo reabastecimento de materiais necessários para exames de diabetes, nos postos de saúde. A Prefeitura têm 15 dias para responder requerimento. 

No mesmo dia, a assessoria de comunicação da Sesau disse ao Jornal Midiamax que os produtos seriam abastecidos até a sexta-feira (26). No início da tarde de hoje, reforçou que o abastecimento foi realizado, no entanto, a equipe de reportagem constatou que no CEI não há nem mesmo previsão de abastecimento.

Pai de um menino de dez anos, que há dois luta contra a diabetes, o motorista Eraldo Alves dos Santos, de 41 anos, não conseguiu o medicamento e a fita usados no tratamento do filho. 

"Esta situação está assim desde novembro de 2015. Meu filho faz tratamento e é difícil encontrar essas fitas. quando encontra éem farmácia particular e por um preço muito caro. Ganho cerca de R$ 1.400,00 e fica pesado no orçamento. Até onde eu sei a Saúde Pública tem de disponibilizar", frisa.

O motorista afirma que procurou o CEI nesta manhã e foi informado de que a fita e as insulinas não foram disponibilizadas. "Eles dizem apenas que não chegou. Só enrolam e eu na condição de pai fico desesperado porque meu filho precisa disso", lamenta. 

A equipe de reportagem do Jornal Midiamax também entrou em contato com o CEI e foi informada de que a insulina e as fitas estão em falta e sem previsão para que sejam abastecidas.  A informação foi repassada para a assessoria de comunicação da Sesau que manteve a informação de que os produtos foram abastecidos e que vai verificar a falta do medicamento e da fita informada na denúncia. 

Jornal Midiamax