Cotidiano

Omissão de socorro: idoso morre depois de esperar 8 horas em ambulância

Hospital Universitário se negou a receber paciente em estado grave

Thatiana Melo Publicado em 22/02/2016, às 10h38

None
idoso_ambulancia.jpg

Hospital Universitário se negou a receber paciente em estado grave

O idoso Sebastião Nogueira da Silva, de 62 anos, morreu depois de esperar por mais de 8 horas por uma vaga em hospital, em Campo Grande, nesta segunda-feira (22). O paciente que estava em estado grave, saiu de Costa Rica, cidade localizada a 310 quilômetros da Capital, no domingo (21) com uma vaga certa para o Hospital Universitário, que não o recebeu, sob alegação de que não havia leitos.Omissão de socorro: idoso morre depois de esperar 8 horas em ambulância

Depois de oito horas esperando por uma vaga dentro da ambulância, em frente ao Hospital Universitário, que não quis recebê-lo, alegando não ter vaga, os filhos de Sebastião foram até a delegacia para registrar um boletim de ocorrência. Depois da espera, o idoso foi transferido para o Hospital Regional de Campo Grande, mas não resistiu e morreu.

Segundo o delegado da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Piratininga Hoffman D'Ávila Cândido e Souza, o médico de plantão do Hospital Universitário pode ser indiciado por omissão de socorro. Ainda de acordo com Hoffman, o médico teria dito que a culpa era da Central de Regulação de Vagas que fez a confusão em mandar o idoso para o hospital.

Hoffman que foi até o Hospital Universtário na noite deste domingo (21) afirmou que o idoso teria sofrido uma parada respiratória dentro da ambulância, enquanto esperava por uma vaga. O caso deve ser encaminhado para a delegacia da região.

O caso

O idoso teria saído de Costa Rica, por volta do meio dia com uma vaga para o Hospital Universitário, que não o recebeu alegando falta de leitos. Sebastião veio para a Capital com um quadro grave de insuficiência respiratória aguda, mieloma múltiplo e insuficiência renal crônica.

Depois de mais de oito horas esperando por uma vaga, Sebastião foi transferido para o Hospital Regional, mas morreu logo em seguida. O corpo do idoso será levado para Costa Rica para o velório.

Jornal Midiamax