Cotidiano

Nos Bairros: morador relata falta de calçadas, entulhos e cobranças a prefeito

Reclamações são do Santa Luzia e Jardim Carioca

Midiamax Publicado em 21/11/2016, às 13h45

None
denunciajdcarioca1.jpg

Reclamações são do Santa Luzia e Jardim Carioca

Depois de mais de três semanas observando entulhos jogados em uma calçada na Vila Santa Luzia, pedestres e ciclistas dividindo as ruas com os carros no Jardim  Carioca, um leitor do Jornal Midiamax gravou um VÍDEO para denunciar a situação.

Nas imagens feitas pelo eletrotécnico Eliézer Lorentz, de 43 anos, é possível ver uma mãe com um carrinho de bebê tendo de andar na rua por falta de caçada na Avenida Amaro Castro Lima, via movimentada no Santa Luzia. 

"As pessoas têm de andar entre os carros que passam em alta velocidade. As reivindicações são antigas e não tem condição de continuar assim", observa o eletrotécnico.

Na região, moradores fixaram placas em postes questionando a gestão municipal sobre a situação. "Prefeito, cadê a ciclovia e a calçada?", indaga em letras garrafais.

Já na Januário Barbosa, na Vila Santa Luzia a calçada existe, mas foi interditada por entulhos. Segundo os relatos, as sobras de construção foram deixadas no local a aproximadamente um mês e nenhuma providência foi adotada. 

"O ambiente é ideal para proliferação do mosquito da dengue que deve chegar a fazer festa na água que fica acumulada no entulho. Além disso também atrapalha que precisa passar pelo local. Tem uma escola aqui perto com um monte de crianças. Isso é falta de consideração pelos outros", declara.

Foto - WhatsApp

Quanto ao problema na Avenida Amaro Castro Lima, a assessoria de comunicação da Prefeitura afirma que já há projeto de pavimentação para a região e que a Avenida terá calçada e ciclovia, no entanto, nenhum prazo foi confirmado.

Sobre os entulhos, a assessoria de comunicação da Prefeitura frisa que depositar ou descarregar qualquer espécie de resíduos em terrenos localizados na área urbana é crime especificado no artigo 43 da Lei 2.909/92 e que o responsável é passível de multa no valor de R$ 860,50.

A assessoria de comunicação da Prefeitura ressalta que as denúncias podem ser feitas na Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) pelo telefone 156,  na Guarda Civil Municipal pelo número 153; na Promotoria de Justiça do Meio Ambiente no 3317-4067, na Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista) pelo telefone 3318-9011 e também  na PMA (Polícia Militar Ambiental) pelo 3314-4920.  

WhatsApp: fale com os jornalistas 

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Clique AQUI e assista ao VÍDEO

Jornal Midiamax