Cotidiano

MS é o 3º pior e Capital a melhor em investimentos na saúde em 2014

Estado investiu R$ 0,80 por morador e CG R$ 3,16

Kemila Pellin Publicado em 29/02/2016, às 21h37

None
download.jpg

Estado investiu R$ 0,80 por morador e CG R$ 3,16

Mato Grosso do Sul apareceu em 24º na lista de investimentos per capita/dia na saúde do país, enquanto Campo Grande ficou no topo da lista, como a capital que mais investiu por cidadão em 2014. O estudo feito pelo CFM (Conselho Federal de Medicina) em parceria com a ONG Contas Abertas, mostrou que naquele ano o Estado investiu apenas R$ 0,80 por dia, na saúde dos 2,62 milhões de habitantes. Já Campo Grande disponibilizou R$ 3,16.

Segundo o levantamento, o valor coloca MS em entre os três piores investidores, perdendo apenas para Pará (R$ 0,74) e Maranhão (R$,077). O Distrito Federal ficou em primeiro, com R$ 3,27, seguido do Acre (R$ 2,92) e de Tocantins (R$ 2,50).

Para compensar o desempenho desastroso de Mato Grosso do Sul, Campo Grande aparece em primeiro nos investimentos per capita/dia por capital, disponibilizando R$ 3,16 para a saúde de cada morador. Belo Horizonte (MG) ficou em segundo, com R$ 2,09, acompanhado de Teresina (PI) e Porto Alegre (RS).

No total, MS investiu R$ 777.693.746,48 na saúde pública em 2014 e Campo Grande R$ 983.074.348,24.

No cenário nacional, somando os investimentos federais, estaduais e municipais, foram investidos R$ 3,89 per capita/dia para cada um dos mais de 204 milhões de brasileiros. Ao todo, o gasto por pessoa em saúde naquele ano foi de R$ 1.419,84.

A atuação do Brasil, segundo os dados mais recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS), está abaixo da média das Américas, cujo investimento per capita do setor público em saúde, em 2013, foi de US$ 1.816. – enquanto no Brasil, naquele ano, foi de US$ 523 (cerca de 70% menor).

Jornal Midiamax