Cotidiano

Motorista de ônibus passa por ponto e deixa estudantes sem transporte

Mais de 52 mil alunos utilizam coletivos na Capital

Midiamax Publicado em 05/09/2016, às 15h58

None
14202680_1068049869938242_3302266447404236225_n.jpg

Mais de 52 mil alunos utilizam coletivos na Capital

Mais de 52 mil estudantes de Campo Grande dependem do transporte público. Nos horários de pico, eles são maioria entre os usuários que utilizam os coletivos de segunda a sexta-feira, quando normalmente há aula. Apesar do direito de utilizarem o serviço gratuitamente, muitos são ignorados nos pontos de ônibus. 

Na última sexta-feira (2) uma internauta relatou a situação, que segundo ela, ocorre com frequência. "O ônibus não estava tão cheio, o motorista parou fora do ponto para os passageiros descerem e passou direto para não levar os alunos e é acostumado a fazer isso, fato que presenciei várias vezes", afirma.

De acordo com o relato, o fato aconteceu por volta das 17h30, no horário em que alunos do período vespertino voltavam para casa. O motorista que conduzia um ônibus da linha 302 que faz o trajeto do Caiobá ao Terminal Bandeirantes, parou antes do ponto de ônibus para não levar os alunos.

Motorista de ônibus passa por ponto e deixa estudantes sem transporte"Essas crianças, todas alunos de primeiro ao sétimo ano do ensino fundamental, estão chegando em casa depois das 19 horas, todos os dias. Onde ficam os direitos deles? ", questiona.

A publicação recebeu dezenas de compartilhamento e vários comentários de pessoas que também presenciaram situação semelhante. "Aconteceu algumas vezes com a minha filha. Tomei a liberdade e denunciei", disse outra internauta.

Em outro comentário, uma mulher afirma que a situação não ocorre apenas com os estudantes. "Não são só os alunos que estão passando por este transtorno e não é só o motorista da linha citada que está fazendo esta palhaçada de parar antes do ponto para as pessoas descerem e não pararem no ponto para outros passageiros entrarem", frisa.

Conforme o comentário, o problema também ocorre nas linhas 80,81 e 82. A equipe de reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Assetur (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campo Grande), que se comprometeu a verificar a situação relatada até o fim da tarde desta segunda-feira (5).

Passe do Estudante –

Dados da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) mostram que mais 52.700 estudantes utilizam o transporte publico em Campo Grande. De acordo com a Lei 3026/93 e o decreto 8284/01 que regulamenta a Lei do Passe do Estudante têm direito ao benefício, estudantes do ensino fundamental, médio e superior e cursos técnicos profissionalizantes de nível médio subsequentes das redes públicas e particulares e que resida a uma distância igual ou superior a 2 km da escola em que estiver matriculado seguindo o traçado das vias públicas.

Jornal Midiamax