Cotidiano

Grupo ocupa terreno e alega que estava abandonado há 15 anos

Uma reunião entre moradores e prefeitura foi agendada 

Midiamax Publicado em 23/06/2016, às 19h59

None
img-20160623-wa0018.jpg

Uma reunião entre moradores e prefeitura foi agendada 

Dizendo-se cansados de pagar aluguel, cerca de 200 famílias da Vila Romana ocuparam um terreno da Prefeitura Municipal de Campo Grande que, segundo elas, está abandonado há mais de 15 anos. Na quarta-feira (22), os moradores começaram a demarcar as terras, mas nesta quinta-feira (23) foram impedidos de continuar por servidores da Guarda Civil Municipal.

Operador de empilhadeira, Justino Ramão Vasques de 62 anos, contou para a equipe do Jornal Midiamax que depois de anos vendo o terreno que ocupa uma quadra da Rua Centuriões abandonado, os moradores da região se reuniram e decidiram reivindicar as terras. O grupo foi até o local nesta quarta-feira (22), começaram a dividir os lotes e registraram uma ata para ser encaminhada a prefeitura acompanhada de um abaixo-assinado.

“A prefeitura nunca fez nada nesse terreno, todo mundo aqui vive no aluguel e nem todo consegue pagar, por isso resolvemos ocupar”, explica Justino, representante do movimento.

Nesta manhã, um assessor da prefeitura e a Guarda Municipal foram até o bairro para conversar com os moradores. Mas horas depois, próximo das 12 horas, os servidores voltaram ao local e pediram para os moradores que limpavam os ‘lotes’ abandonassem o terreno. “Eles disseram que se agente continuasse mexendo ali iam prender a gente”, contou Justino.

Diante da negativa dos moradores, a viaturas da Polícia Militar foram acionadas para acompanhar a ocupação. A situação foi controlada, sem a intervenção dos militares, depois que uma reunião entre moradores e a prefeitura foi marcada para as 8h30 desta sexta-feira, no Paço Municipal, para resolver a questão. 

Jornal Midiamax