Cotidiano

Fumaça de incêndio no Carandá atrapalha motoristas

Bombeiros tentam controlar as chamas

Midiamax Publicado em 21/09/2016, às 20h10

None
dd6fd3ce-2394-4595-96d3-17559d981121.jpg

Bombeiros tentam controlar as chamas

A fumaça provocada por um incêndio em vários terrenos, localizados na Rua Raul Pires Barbosa, no Bairro Carandá Bosque, em Campo Grande atrapalhou motoristas que passavam pelo local. O incidente teve início por volta das 16h desta quarta-feira (21) e equipes do Corpo de Bombeiros tentam controlar as chamas.

O leitor Leonardo Eliziario Coelho que estava próximo ao local disse ao Jornal Midiamax, que a fumaça invadiu a rua. "Se levar em conta as medidas de 12×30, pode dizer que são uns 6 terrenos atingidos pelo fogo. É muita fumaça atrapalhando os motoristas", disse.

Ainda não há informação das causas que motivaram o incêndio. Equipes do Corpo de Bombeiros controlam as chamas do local.

Topo do ranking brasileiro de queimadas

Mato Grosso do Sul ‘emplacou’ três cidades entre as dez com mais focos de queimadas no Brasil nas últimas 48 horas. O tempo quente e seco favorece a propagação dos focos de queimada.

Os dados são monitorados pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Corumbá lidera a lista com 262 focos, seguida por Porto Murtinho (99 focos). O terceiro município é Rio Verde de Mato Grosso, na oitava colocação (20 focos). Na lista também há três cidades do Mato Grosso, Paraná, Amazonas, Acre e Roraima.

Conforme os dados do Inpe, este ano, foi registrado um aumento de 14% no número de queimadas no Estado, se comparado ao mesmo período do ano passado. Em 2015 foram 3650 focos e neste ano, já são 4.190 (entre 1º de janeiro e 17 de setembro).

Corumbá é a única cidade de Mato Grosso do Sul que está no ranking de queimadas mensal e anual. Neste mês, já foram registrados 760 focos de queimada, deixando a cidade pantaneira na terceira posição nacional. Se forem levados em conta todos os focos registrados neste ano, Corumbá ocupa a segunda posição (2.206), perdendo apenas para Porto Velho (2959).

WhatsApp: fale com os jornalistas do Jornal Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp da redação, no número (67) 9 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Jornal Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei.

Jornal Midiamax