Cotidiano

Em más condições, unidades de Saúde são alvo de investigação na Capital

MPE apura falta de melhorias

Jessica Benitez Publicado em 13/03/2016, às 11h58

None
upa_1.jpg

MPE apura falta de melhorias

Pelo menos quatro unidades de Saúde de Campo Grande são alvo de investigação do MPE (Ministério Público Estadual), conforme aponta Diário Oficial desta segunda-feira (14). Em três deles o prefeito Alcides Bernal (PP) é o requerente. Todos os processos são motivados por possíveis irregularidades devido à precariedade dos lugares. 

A apuração acerca da UBS (Unidade Básica de Saúde) Dr. Germano de Barros Souza, localizada no bairro Universitário, foi prorrogada em 90 dias, mas, de acordo com o promotor de Justiça Fernando Zaupa, “ainda não se encontra instruído com dados convincentes a permitir a adoção de medidas judiciais e extrajudiciais ou seu arquivamento”.

Neste mesmo sentido estão as apurações sobre a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Aparecida Gonçalves, também do Universitário, UBSF (Unidade Básica da Saúde Familiar) Três Barras e Jardim das Perdizes. O encaminhamento das representações foram feitos pelo próprio chefe do Executivo, sendo que as denúncias são de 2013.

Entre as irregularidades apontadas estão rachaduras, portas e telhado danificados, falta de acessibilidade, ausência de ventiladores, falta de adequação nas salas em que os medicamentos ficam guardados, entre outras precariedades.

Jornal Midiamax