Cotidiano

Educadores discutem Base Nacional Comum Curricular em seminário na Semed

Seminário também tratou sobre a filosofia educacional 

Midiamax Publicado em 20/05/2016, às 14h39

None
seminario_municipal_discussao_12.jpg

Seminário também tratou sobre a filosofia educacional 

Gestores de escolas e de Ceinfs (Centros de Educação Infantil) de Campo Grande participaram, nesta sexta-feira (20), do Seminário Municipal de discussão da Base Nacional Comum Curricular. No encontro, os educadores apreciaram e discutiram as propostas objetivas e direitas de aprendizagem constantes da segunda versão da Base Nacional Curricular Comum, bem como, a filosofia educacional proposta no texto introdutório e deliberar sobre os textos constantes das etapas de ensino.

Superintendente de Políticas Educacionais da Semed (Secretaria Municipal de Ensino), Ricardo Leite de Albuquerque, pontua que o seminário também teve o propósito de evidenciar a questão da Base Nacional Curricular pela ótica dos gestores escolares do Estado de Mato Grosso do Sul. “Nós educadores temos que nos perguntar que lente é essa que chamamos de currículo que ajuda a enxergar o mundo. O currículo é mais do que a soma dos conhecimentos isolados, é uma postura”, ressalta.

Os trabalhos foram coordenados pelo professor Adriano Fonseca Melo que na oportunidade salientou a importância do evento para os profissionais da educação do Município. “Este momento é ímpar por ser a oportunidade dos sujeitos da ação educacional falar sobre o que compreendem em relação à aprendizagem dos conceitos e propriedade filosófica presentes nos diferentes conhecimentos escolares por parte dos alunos. Não é momento de pensarmos nas particularidades de nossa região, mas, em buscarmos contribuir com um documento que reflita a coesão e a coerência dos diferentes currículos que indiquem o que os alunos devem aprender para termos uma educação de qualidade”, diz.

Conforme o professor, a segunda versão é fruto da discussão pública oportunizada pelo Ministério da Educação (MEC). O documento que contém o texto da Base Nacional Curricular foi debatido em grupos de trabalhos durante o seminário. O texto foi analisado com o intuito de contemplar a unidade nacional, e não apenas as características do Município de Campo Grande, mas, do Estado de Mato Grosso do Sul. Os trabalhos foram norteados pelo Regimento Interno do seminário, que passou por leitura e aprovação dos participantes do evento.

Jornal Midiamax