Cotidiano

Diretor da Agetran diz que agentes não podem proibir embarque de táxi no aeroporto

Frota deve ser ampliada em poucos dias

Midiamax Publicado em 02/08/2016, às 14h55

None
aeroporto_taxi.jpg

Frota deve ser ampliada em poucos dias

​Elidio Pinheiro Filho, diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) afirma que os agentes de trânsito não podem impedir que passageiros, do Aeroporto de Campo Grande, utilizem táxis de outros pontos. 

Em matéria publicada nesta terça-feira (2), no Jornal Midiamax, um cliente afirma que foi impedido de entrar em um táxi porque ele não era da frota que atendo no local. Oseias Oliveira, de 37 anos, diz que foi advertido por um agente da Agetran.

"Na sexta-feira à noite eu chamei o taxista e ele olhou para o fiscal da Agetran que logo disse que eu não poderia pegar aquele táxi. Eu contestei, disse que poderia pegar o táxi que eu quisesse e ele falou que aplicaria a multa", relata.

O diretor-presidente da Agetran explica que existe uma norma que estabelece preferência aos profissionais de dentro do aeroporto. "Enquanto tiver taxista do ponto legal, ou seja, do aeroporto, a preferência é deles e outro não pode atender, caso contrário será multado", explica.

Diretor da Agetran diz que agentes não podem proibir embarque de táxi no aeroportoApesar da determinação, a norma pode ser contrariada caso não haja taxistas disponíveis, ou se o cliente solicitar atendimento de outro local. 

"Tem de respeitar a fila. Se tiver taxista do ponto legal a preferência é deles, mas se não tiver, outros podem atender e o agente não pode multar. Além disso, se o taxista de fora for chamado pelo passageiro, também não poderemos multar", frisa.

Pinheiro destaca que para solucionar o problema, um edital que permitirá a emissão de novos alvarás está em fase de elaboração e deve ser publicado em poucos dias. "Isso vai resolver esse problema da demanda no aeroporto", garante.

Ao todo, serão disponibilizados 100 novos alvarás para taxistas. O número de profissionais que irão atender o aeroporto não foi informado, pois de acordo com as informações, a quantidade necessário ainda é estudada. 

Jornal Midiamax