Cotidiano

Cratera em asfalto novo e alagamentos: chuva deixa rastro de estragos na Capital

Moradores estão sem energia

Midiamax Publicado em 23/10/2016, às 18h43

None
capa_cratera_11.jpg

Moradores estão sem energia

O domingo começou bem quente em Mato Grosso do Sul, mas uma área de baixa pressão que cruza o Estado trouxe chuvas, e fortes rajadas de vento. Como consequência, os estragos começaram rapidamente.

Na Avenida Júlio de Castilhos, em Campo Grande, uma árvore caiu em cima de um poste e deixou centenas de moradores sem energia. Na Cohab, a chuva provocou alagamentos em um trecho que, segundo moradores, é problemático há mais de 30 anos. 

Na Rua Jerônimo de Albuquerque, no Bairro Nova Lima, uma cratera se formou. A rua já teve esse tipo de problema em períodos anteriores. Um outro problema registrado foi a UPA (Unidade de Pronto Atendimento do Leblon) que, segundo usuários, está há mais de 3 horas sem energia.

O dia

O domingo começou com 20ºC em Mato Grosso do Sul, e a temperatura máxima chegou a 33ºC. Nesta tarde, o tempo está encoberto e com chuvas em algumas regiões. Na Capital, a chuva chegou com grande quantidade de raios.

Por volta das 15h, uma árvore de grande porte caiu em cima de um poste próximo a 7ª DP (Deleacia de Polícia), na Avenida Júlio de Castilho. “A chuva deu uma amenizada agora, mas os moradores estão sem energia”, diz o acadêmico de Direito, Valmir de Souza, 36.

Uma área de baixa pressão atua no oceano Pacífico (área de ar mais frio e pesado, chamado cavado), o que deixa o tempo instável no Estado. O calor e a umidade disponíveis associados às instabilidades de níveis superiores provocam pancadas de chuva.

Nos próximos dias

A previsão para amanhã é de temperaturas entre 23ºC e 34ºC. No final da terça-feira (25), um sistema frontal se aproxima do sul do Estado e durante toda a quarta-feira há condições para pancadas fortes, especialmente no sul e oeste. Nas demais áreas ocorrem pancadas de chuva e trovoadas esparsas, especialmente à tarde.

As temperaturas permanecem estáveis, até quinta-feira, quando a frente fria cruza o estado, diminuindo significativamente as temperaturas no final da tarde.

Jornal Midiamax