Cotidiano

Cliente denuncia constrangimento ao ser revistada 4 vezes em loja

Nada irregular foi constatado com ela

Renata Portela Publicado em 14/03/2016, às 13h52

None
alarme.jpg

Nada irregular foi constatado com ela

Na manhã desta segunda-feira (14), mulher de 43 anos procurou a 2ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande para denunciar constrangimento sofrido na tarde de sábado (12) em uma loja de calçados.

Ela conta que o alarme que fica na saída da loja, localizada no Monte Castelo, apitou e ela foi revistada quatro vezes pelos seguranças.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima foi até a loja, que fica localizada em um supermercado na Mascarenhas de Moraes, e comprou um calçado.

A mulher afirma que, ao sair da loja, o alarme de segurança apitou três vezes e ela foi revistada. Ela conta que voltou para o estabelecimento e avisou a gerente que, por ter metais na arcada dentária, isso pode ter ativado o alarme.

Segundo o registro policial, a gerente disse que, como a mulher já havia sido revistada três vezes e nada irregular havia sido constatado, ela poderia ir embora. A vítima permaneceu na área do supermercado e, aproximadamente 20 minutos depois, foi abordada por um segurança da loja de calçados que teria exigido dela uma revista minuciosa.

Cliente denuncia constrangimento ao ser revistada 4 vezes em loja

“A senhora me acompanhe de volta até a loja e não corra, pois a senhora será levada para uma revista minuciosa”, teria dito.

Conforme relato da vítima, ela ficou constrangida, pois várias pessoas se aglomeraram no local e ficaram observando a ação. Ela voltou para o estabelecimento e mais uma vez nada de irregular foi constatado. O caso foi registado como constrangimento ilegal.

Jornal Midiamax