Cotidiano

Chuva: número aumenta e MS já tem metade dos municípios em situação de emergência

O volume de chuva do último mês é o maior dos últimos 50 anos

Clayton Neves Publicado em 09/03/2016, às 21h46

None
chuva3_1.jpg

O volume de chuva do último mês é o maior dos últimos 50 anos

Subiu para 41 o número de cidades que decretaram estado de emergência por causa das intensas chuvas registradas nas últimas semanas em Mato Grosso do Sul. As cidades de Antônio João e Nova Alvorada do Sul foram as ultimas que decretaram situação de emergência fazendo com que mais da metade das cidades do Estado entrem em alerta.

Na lista, aparecem as cidades de Amambai, Aral Moreira, Caarapó, Coronel Sapucaia, Eldorado, Iguatemi, Itaquiraí, Japorã, Jutí, Naviraí, Novo Horizonte do Sul, Paranhos, Sete Quedas, Tacurú, Bela Vista, Laguna Carapã, Mundo Novo, Guia Lopes da Laguna, Taquarussú, Deodápolis, Dois Irmãos do Buriti, Jateí, Ivinhema, Jardim, Nioaque, Caracol, Vicentina, Anastácio, Anaurilândia, Aquidauana, Batayporã, Fátima do Sul, Miranda, Ponta Porã, Rio Brilhante, Rio Verde, Rochedo, Santa Rita do Pardo, Antônio João, Nova Alvorada do Sul e Campo Grande.

O volume de chuva do último mês é o maior dos últimos 50 anos. Por causa da força da natureza, chega a 92 o número de solicitações de construções de pontes em diversos municípios. Nesta quarta-feira (9), governo do Estado e União assinaram um convênio que autoriza a liberação de R$ 18.376.545 para a construção de 28 pontes em 11 municípios.

Jornal Midiamax