Cotidiano

Casal de Mercedes vai a restaurante e sai ‘acelerando’ sem pagar conta de R$ 94,00

Donos fizeram postagem no Facebook cobrando pagamento

Midiamax Publicado em 12/08/2016, às 11h05

None
rochas.jpg

Donos fizeram postagem no Facebook cobrando pagamento

De tudo se reclama na internet hoje em dia. E costuma funcionar. É o que estão fazendo os donos de um restaurante, que fica no bairro Nova Bahia, em Campo Grande, depois que um casal com um bebê de colo deixou o local sem pagar uma conta de R$ 94, na noite desta quinta-feira, 11 de agosto. De acordo com a postagem feita na página do Rochas Caldos & Sopas, a família estava em um veículo Mercedes Benz cor grafite, e saíram sem pagar com a desculpa de ir até o carro de levar objetos até o carro. Os donos do restaurante afirmam que o motorista saiu acelerando o veículo e não voltou mais.

Coincidência ou não, o problema aconteceu justamente no chamado Dia da Pendura, como ficou conhecida a data de 11 de Agosto, dedicada aos advogados, em que, historicamente, grupos desses profissionais iam aos bares e saiam sem pagar conta, prática que hoje já não é tão comum mais.

A postagem do restaurante reclama de forma educada do calote, pedindo a 'gentileza' aos clientes de fazer o pagamento, mas também ameaça divulgar as imagens deles jantando além da placa do carro, que não foi divulgada. Em um comentário da mesma postagem, o restaurante afirma que, por orientação do advogado, vai registrar boletim de ocorrência e não divulgará as imagens para evitar se comprometer judicialmente.

Como foi

Segundo o texto, trata-se de 'um senhor bem vestido juntamente com uma senhora loira com um bebê de colo, também bem vestida”. O consumo, de acordo com o relato, ocorreu entre às 20:01hs e as 21:56hs. “Comeram 2 self-services de caldos, 1 água c/ gás e 1 garrafa de vinho”.

“Ficamos chateados não só pelo valor, mas sim pela pobreza de espírito de vocês”, afirma a postagem do estabelecimento. “Não é pelo valor, mas pela sensação horrível de trabalhar tanto e ter gente com esta capacidade”, prossegue o texto.

O restaurante se apresenta como o único especializado em caldos e sopas em Campo Grande e costuma ficar cheio nos dias em que a temperatura cai.

Até esta manhã, a publicação já tinha mais de 100 compartilhamentos e quase uma centena de comentários, apoiando a atitude do estabecimento.

O que diz a lei

O Código Penal traz um item específico sobre esse tipo de prática ilegal. Segundo o artigo 176 é crime “tomar refeição em restaurante, alojar-se em hotel ou utilizar-se de meio de transporte sem dispor de recursos para efetuar o pagamento. A pena prevista é de detenção, de quinze dias a dois meses, ou multa.

Jornal Midiamax