Cotidiano

Bernal garante para Marquinhos que não haverá aumento na tarifa de ônibus

'É responsabilidade da atual gestão', diz Marquinhos

Tatiana Marin Publicado em 16/11/2016, às 19h40

None
_mg_7794_ok.jpg

'É responsabilidade da atual gestão', diz Marquinhos

Marquinhos Trad (PSD) afirmou na tarde desta quarta-feira (16) que o atual prefeito, Alcides Bernal, não irá aumentar o passe de ônibus de Campo Grande. “Esta é uma responsabilidade do atual gestão, mas o Bernal me garantiu que não haveria aumento na tarifa”, disse o prefeito eleito da capital. Em outubro, o prefeito Alcides Bernal (PP) havia informado publicamente que o valor seria divulgado após o pleito eleitoral, porém, após 17 dias do pleito, ainda não havia se pronunciado sobre o assunto.

Marquinhos falou à imprensa ao chegar em reunião realizada na sede do Secovi-MS (Sindicato da Habitação de MS), onde declarou que Bernal desmentiu comentários de que a tarifa estaria definida para R$ 4,00.

Sobre a pauta da reunião que Marquinhos participou, não foram revelados muitos detalhes.  O prefeito eleito revelou apenas que participou como ouvinte, pois foram tratados assuntos do plano diretor. “Participei da reunião como convidado. As questões técnicas serão tratadas pela comissão de transição”, declarou ele.

Marquinhos adiantou também que ainda não teve acesso à situação financeira da Prefeitura e que a equipe de transição está iniciando os trabalhos.

Aumentos

A tarifa do transporte coletivo teve aumento de 30% nos últimos cinco anos, em Campo Grande. Entre 2010 e 2016, o valor passou de R$ 2,50 para R$ 3,25.  No mesmo período, a frota cresceu apenas 10%, passando de 537 para 593 veículos. O transporte público é alvo de reclamações por parte da população que se queixa de veículos velhos e insuficientes para a demanda.

Jornal Midiamax