Cotidiano

Após protestos em Aquidauana, prefeito libera antigo lixão para famílias

Eles estavam ocupando a região por 10 dias

Caroline Carvalho Publicado em 07/06/2016, às 14h53

None
img-20160607-wa0003.jpg

Eles estavam ocupando a região por 10 dias

A Prefeitura de Aquidauana disponibilizará parte da área do antigo lixão de Aquidauana, a 143 quilômetros de Campo Grande, aos moradores que estavam ocupando o local. Na reunião realizada na manhã desta terça-feira (7), entre os manifestantes e o prefeito José Henrique Trindade (PDT), ficou decidido que a área vai ser dividida em lotes.

De acordo com Vander Escobar de Souza, um dos líderes do movimento, as famílias já estavam no local há pelo menos 10 dias. “Era uma área de lixo que limpamos e fizemos as ruas. Só queremos uma moradia digna para todos”, diz. Segundo ele, são seis mil pessoas e 2.120 famílias que estão no local. A Prefeitura contabiliza cerca de três mil pessoas e 900 famílias.

A Prefeitura se comprometeu a doar lonas para construção dos barracos e viabilizar o mais rápido possível uma forma para que os ocupantes tenham acesso à água e recebam cestas básicas. Depois disso, as famílias vão ser cadastradas em programas sociais.

Segundo Vander, os moradores vão se reunir nesta terça-feira, às 14h, para esclarecer dúvidas sobre as divisões dos lotes. Além disso, os ocupantes vão ao MPE (Ministério Público Estadual) nesta sexta-feira (10) para suspender o pedido de reintegração de posse, feito pela prefeitura na segunda-feira (06).

Para o prefeito José Henrique Trindade, no entanto, o pedido de reintegração de posse foi uma medida necessária. “A Prefeitura não pode ser omissa com o bem público. Com a grande quantidade de pessoas que entraram nesta área pública, foi uma medida necessária”.

Ele ainda pontua que cerca de 20% a 30% dos ocupantes não têm necessidade de receber este lote. “Parte dos ocupantes são pessoas que vieram da fazendas para a cidade, para ficar na casa de familiares. Só que eles também querem casa própria”, pontua.

Confira a entrevista com o prefeitoAQUI

Jornal Midiamax