Moradores reclamam de mudança, que fez trajeto de 100 metros subir para 700 metros

Moradores da Rua Paraná, no Bairro Santa Fé, proximidades do Shopping Campo Grande, recorreram a um cartaz para, na visão deles, alertarem sobre a sinalização errada da via. É que há duas semanas o trecho, que era mão dupla, passou a ser mão única, gerando reclamações por parte da vizinhança.

Um banner foi afixado logo abaixo da placa e começa alertando: “atenção, a mão desta rua está errada”. Devido à mudança, avisa a nova ‘sinalização’, um percurso antes feito em 100 metros agora precisa de 700 metros para ser percorrido.

O dentista Augusto Mariani, de 50 anos, é um dos indignados com a mudança. “Agora o trajeto que fazíamos em no máximo cinco minutos dobrou, já cheguei demorar dez minutos para chegar a (Avenida) Ceará por causa do congestionamento”, fala.

Ainda segundo o morador, são sete quadras e dois semáforos a mais que precisa enfrentar para poder ir trabalhar. “E com a construção de novos edifícios aqui na região, o congestionamento vai ficar pior”, explica o dentista.

Segundo Augusto, muitos moradores acabam dirigindo na contramão para tentar driblar o trânsito. “São apenas cem metros, não entendo o porquê fizeram esta mudança, e sem avisar”, diz o morador. Na visão dele, com esta mudança, acidentes podem acontecer, já que as pessoas acabam entrando na contramão.

Por tratar-se de um sábado, quando não há expediente no setor, a assessoria de imprensa da Prefeitura foi acionada via e-mail para comentar a ação dos moradores. Em resposta, por volta das 11h, informou ter encaminhado a questão à Agetran (Agência Municipal de Trânsito), e mais informações devem ser repassadas somente na segunda-feira (15).

WhatsApp: fale com os jornalistas do Jornal Midiamax

O leitor enviou informações ao WhatsApp da redação, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Jornal Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei.

* atualização às 11h05 para acréscimo de informações