Cotidiano

Tratamento de quimioterapia não foi prejudicado por queda de árvore no HR

Os galhos que atingiram a ala já foram retirados 

Mikaele Teodoro Publicado em 11/07/2015, às 18h06

None
img-20150711-wa0052.jpg

Os galhos que atingiram a ala já foram retirados 

O Hospital Regional Rosa Pedrossian, no Conjunto Aero Rancho, foi um dos pontos que sofreram com a tempestade da manhã deste sábado (11) em Campo Grande. Várias árvores caíram nas proximidades do prédio e os destroços atingiram a ala de quimioterapia do hospital. De acordo com funcionários do plantão administrativo, apenas vidros foram quebrados e o atendimento não foi interrompido.

Segundo a responsável pelo plantão, Hélida Rodrigues, as árvores que atingiram as dependências do hospital foram retiradas pelo Corpo de Bombeiros sem dificuldades. E os vidros estilhaçados no setor de quimioterapia serão repostos. “Não houve nenhum prejuízo para o atendimento. Só foram os vidros mesmo”, garantiu a plantonista.

Os danos ocorreram no momento mais intenso da tempestade, por volta das 9 horas, quando as rajadas de vento atingiram mais de 63 quilômetros por hora, segundo o Cemtec (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de MS). A previsão é de que a instabilidade, causada por um sistema de baixa pressão, siga até o próximo sábado (18).  

Jornal Midiamax