Cotidiano

Solurb descarta novas greves na coleta do lixo e diz que vai garantir salários

Prefeito prometeu apresentar cronograma de pagamentos

Kemila Pellin Publicado em 29/09/2015, às 22h27

None
download_2.jpg

Prefeito prometeu apresentar cronograma de pagamentos

O superintendente da Solurb, Elcio Terra, e o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), estiveram reunidos na tarde desta terça-feira (29) para discutir os serviços de coleta de lixo na Capital. Segundo o prefeito, o serviço está deixando a desejar depois que os trabalhadores voltaram as atividades, visto que ainda há muitos locais com acúmulo de insumos na cidade. A Solurb rebateu afirmando que ainda não houve tempo hábil para que a coleta seja regularizada.

Terra também comentou que ficou agendada uma nova reunião para esta sexta-feira (2), onde a Prefeitura deve apresentar um cronograma de pagamentos, mas que independente do resultado, a empresa vai garantir o pagamento dos funcionários, e manter longe o fantasma da greve. “Mesmo com todo o impasse que está havendo com a prefeitura, a empresa irá pagar os funcionários e não haverá mais greve. Isso firmado em juízo com os funcionários”, reforçou.

O prefeito não disse nada a respeito da reunião, mas lembrou que a empresa já recebeu mais de R$ 271 milhões, desde 2012, e que cobram um repasse de R$ 23 milhões para 2015, afirmando não ter verba para garantir os pagamentos. “Eles estão ganhando um rio de dinheiro e estão dizendo que não tem condições de pagar os funcionários”.

Greve:

Sem receber o salário relativo ao mês de agosto, os funcionários da Solurb paralisaram os serviços por quase duas semanas, entre os dias 9 e 18 de setembro. A coleta só foi retoma depois que a Justiça decretou que a Prefeitura de Campo Grande repassasse o valor referente ao pagamento dos 1080 funcionários, o que totalizou pouco mais de R$ 1,5 milhões, em juízo. O problema é que até agora, alguns valores ainda estão atrasados, como é o caso do ticket dos motoristas, no valor de R$ 412, que deveria ter sido pago no dia 20.

Nesta quinta-feira (1º), vence também o ticket de todos os funcionários, relativo ao mês de outubro. O valor para pagamento deste beneficio soma R$ 402 mil e a empresa ainda não disse se conseguirá pagar em dia.

Jornal Midiamax