Cotidiano

Servidores se mobilizam contra ‘manobra’ do governo federal para fechar CGU

Órgão economiza por ano mais de R$ 2 bilhões, afirma sindicato  

Thatiana Melo Publicado em 29/09/2015, às 13h40

None
img-20150929-wa0040.jpg

Órgão economiza por ano mais de R$ 2 bilhões, afirma sindicato

Servidores da CGU (Controladoria Geral da União) mobilizaram-se na manhã desta terça-feira (29), contra o possível fechamento do órgão, com a justificativa do governo federal para a contenção de gastos , segundo os servidores.

De acordo com o vice-presidente da Unacon/MS (Sindicato dos Analistas e Técnicos em Finanças e Controle), Elber Stilben, os servidores seriam deslocados para outras pastas, Casa Civil, Ministério da Justiça e Ministério da Cidadania. “É uma manobra escancarada do governo fechar os olhos para a corrupção. Acabar com a CGU é boicotar a prevenção a corrupção”, explica.

Stilben explica que a justificativa de contenção de gastos não é verdadeira, já que os gastos com a CGU são de 0,05% do total do orçamento de todos os ministérios, por ano o órgão economiza R$ 2,5 bilhões. “A controladoria se paga três vezes a cada ano”, ressalta.

Dados da Unacon revelam que de 2013 a 2015 em todo o Brasil foram realizadas 182 operações especiais, sendo 11 em Mato Grosso do Sul. Stilben ainda destaca as operações especiais Sangue Frio, Uragano e Lama Asfáltica. Ainda estão em investigação no país mais 121 operações.

Stilben ainda revela que em dois anos foram devolvidos aos cofres públicos de Mato Grosso do Sul R$ 23 millhões. “Pedimos que a população se mobilize e assinem a petição pública contra um possível desmembramento da CGU”, finaliza.

A petição pública contra um possível desmembramento da CGU (Controladoria Geral da União) está no site www.unacon.org.br.

Jornal Midiamax