Cotidiano

Sensação térmica chegou a -4°C no início da manhã desta terça-feira

Ponta Porã registrou a sensação térmica mais baixa do Estado 

Midiamax Publicado em 16/06/2015, às 12h42

None
site_mg_5163.jpg

Ponta Porã registrou a sensação térmica mais baixa do Estado 

Ponta Porã, distante 346 quilômetros de Campo Grande, teve a menor sensação térmica registrada em Mato Grosso do Sul, neste ano. No início da manhã desta terça-feira (16), entre às 5 e 6 horas, os termômetros marcavam 6.1°C, no entanto, a população sentia frio equivalente a -4°C.

De acordo com o geógrafo do Cemtec-MS (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul), Carlos Eduardo Borges Daniel,  a menor sensação térmica do Estado foi provocada por uma junção de baixa temperatura e rajadas de vento que chegaram a 25 quilômetros por hora.

Apesar de ter registrado a menor sensação térmica, a temperatura mais baixa foi em Amambai a 342 °quilômetros da Capital. No município, os termômetros marcaram 5.3°C no início desta manhã e a sensação foi de 1°C com rajadas de vento de 11 quilômetros por hora, no entanto, a temperatura já começou a subir gradativamente, como deve ocorrer em todo o Estado.

Em Campo Grande, no início da manhã, os termômetros registraram 13°C com sensação térmica de 4°C, provocada pelas fortes rajadas de vento que corresponderam a 32 quilômetros por hora. A madruga foi menos fria, com temperatura entre 14°C e 15°C.

Com 13.6°C, o último registro do Cemtec-MS mostra que a temperatura também está subindo na Capital. A previsão é que no próximo domingo (21), quando começa o inverno, os termômetros devem registrar mínima em torno de 18°C e 19°C. Já a máxima deve variar entre 28°C e 30°C. O geógrafo explica que a oscilação ocorre por conta do efeito “el ninõ” que provoca o aquecimento das águas do pacífico.

Segundo a previsão do Centro de Monitoramento de Tempo, a sensação mais baixa deve continuar na região sul do Estado devido a uma frente fria acompanhada de massa de ar frio do atlântico sul. As informações são captadas por meio das 28 estações meteorológicas do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), monitoradas 24 horas pelo Cemtec-MS. 

Jornal Midiamax