Sem acordo, trabalhadores de usina permanecem sem pagamento

Funcionários voltaram a bloquear trecho da BR-163
| 22/07/2015
- 15:04
Sem acordo, trabalhadores de usina permanecem sem pagamento

Funcionários voltaram a bloquear trecho da

Ainda sem acordo em relação ao pagamento de salários atrasados,  funcionários de uma usina localizada em Naviraí, distante a 359 quilômetros de Campo Grande, voltaram a interditar a BR-163. O que ocorreu na tarde dessa terça-feira (21), começou por volta das 15h30 e terminou depois de uma hora de manifestação.

Os manifestantes são funcionários da empresa Usinavi, que trabalha com a produção de açúcar e álcool e pertence ao grupo Infinity Bio-Energy. Os trabalhadores protestam por conta de atraso salarial.

De acordo com o site local, Navirai Notícias, Os trabalhadores da usina cobram pagamento de salários atrasados há dois meses, férias vencidas, recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e os acertos trabalhistas de funcionários demitidos pela empresa.

Segundo as informações do site local, os trabalhadores afirmam que se não estão sendo atendidos pelos administradores da usina, e pedem a presença de um representante da empresa. Os funcionários usaram caminhões para bloquear o acesso à empresa. 

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) informou que o protesto provocou um congestionamento de dois quilômetros nos dois lados da pista que liga Mato Grosso do sul ao Paraná.

Manifestações –

Na última sexta-feira (17), cerca de 200 funcionários bloquearam um trecho da rodovia provocando um congestionamento de três quilômetros em ambos os sentidos da pista.

Na ocasião a reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a empresa e foi informada de que o atraso é referente ao mês de junho desde ano, no entanto, os responsáveis pela empresa preferiram não se manifestar a respeito do assunto.

Veja também

A Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo), decidiu por adiar a abertura do Festival...

Últimas notícias