Cotidiano

Saga de raios X continua paciente vai de uma unidade a outra para fazer exame

Aparelho estava estragado e paciente teve de fazer exame em UPA

Midiamax Publicado em 28/10/2015, às 15h47

None
crs_novabahia.jpg

Aparelho estava estragado e paciente teve de fazer exame em UPA

Com o equipamento de raios X estragado, um paciente de 27 anos, que sofreu uma fratura no tórax, teve de ser levado do CRS (Centro Regional de Saúde) Nova Bahia, onde estava sendo atendido, para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Coronel Antonino, na região norte de Campo Grande.

O problema não é novidade na saúde pública da Capital. Reclamações de falta de aparelhos e equipamentos estragados ocorrem com certa frequência, como destaca a pintora de 49 anos, que preferiu não se identificar.

“Não tem equipamentos necessários para fazermos exames, quando vamos em uma unidade de saúde, mandam a gente procurar outra para fazer o procedimento. Ficamos de um lado para outro. Fizeram isso com meu genro. Ele teve uma fratura no tórax, estava com dor e vomitando muito e mesmo assim teve de ir com carro particular, do CRS Nova Bahia até a UPA Coronel Antonino”, relata.

A pintora diz ainda que já informou o problema à ouvidoria da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), no entanto, teria sido informada de que não havia previsão para que o fato fosse solucionado. “Eu já liguei, mas disseram que não tem como fazer nada porque esse é um grande processo que depende da Prefeitura, mas que iriam verificar. O médico mesmo reclamou e disse que alguém precisava fazer alguma coisa”, afirma.

A equipe de reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura para saber a situação dos aparelhos de raios X e quando o problema será solucionado, no entanto as informações ainda estão sendo verificadas.

Jornal Midiamax