Cotidiano

Ressocialização: MS terá primeiro curso universitário para presos do Centro-Oeste

Internos de presídio de Dourados poderão fazer graduação da UFGD

Midiamax Publicado em 27/11/2015, às 17h22

None
20151127131031.jpg

Internos de presídio de Dourados poderão fazer graduação da UFGD

Mato Grosso do Sul terá o primeiro curso universitário para presos do Centro-Oeste. Os internos do Presídio de Segurança Máxima de Dourados poderão fazer graduação da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

A Capes, órgão vinculado ao Ministério da Educação e Cultura, acaba de aprovar nesta sexta-feira (27) a implantação de Curso de Graduação dentro do Presídio de Segurança Máxima de Dourados. A iniciativa do Poder Judiciário tem parceria com a UFGD.Ressocialização: MS terá primeiro curso universitário para presos do Centro-Oeste

Pela proposta, será ofertado o curso de graduação pela Universidade Aberta do Brasil, no formato à distância, de Gestão Pública e Pedagogia, para presos que cumprem pena, no regime fechado, na Penitenciária de Segurança Máxima de Dourados. Para poder ingressar no curso universitário, o detento deve ter Ensino Médio Completo. O Pólo da UFGD será instalado dentro do Presídio com uma aula presencial ao mês. Os estudantes receberão material didático e terão acesso ao ambiente virtual

A iniciativa visa garantir a ressocialização do preso que, por meio de trabalho ou estudo, consegue o benefício da remição de pena, conforme a Lei de Execução Penal (7.210/1984), que prevê o estudo do preso como forma de se ressocializar e diminuir a pena.

Com a aprovação do curso pela Capes, o Polo da UFGD dentro da penitenciária poderá iniciar as atividades em 2016. Um detento, que já tem graduação, vai auxiliar os trabalhos e também terá o direito a remição de um dia de pena para três trabalhados. Os presos estudantes também terão o direito de remir um dia de pena se estudarem 12 horas durante três dias.

(Com informações do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul)

Jornal Midiamax