Cotidiano

Puccinelli Júnior esclarece uso do nome em comentários sobre Detran

Puccinelli Júnior encaminhou uma nota sobre o assunto

Ludyney Moura Publicado em 14/04/2015, às 18h42

None
andre_puccinelli_junior_reproducao_facebook.jpg

Puccinelli Júnior encaminhou uma nota sobre o assunto

O filho do ex-governador do Estado, André Puccinelli (PMDB), o advogado e professor universitário, André Puccinelli Júnior, entrou em contato com o Jornal Midiamax depois que comentários em matérias veiculadas por este Portal usaram, segundo ele, indevidamente seu nome.

O Jornal Midiamax esclarece que preza pela isenção na divulgação de fatos jornalísticos, bem como pela veracidade do que é produzido e publicado por este órgão de imprensa.

Diante disto e após contato telefônico de Puccinelli Júnior, a direção do Jornal Midiamax acatou o pedido e retirou os comentários feitos no nome do filho do ex-governador, e encaminhou informações requisitadas como o IP do usuário que utilizou o nome do professor universitário.

Confira abaixo a nota divulgada por André Puccinelli Júnior:

“AVISO PÚBLICO DE USO INDEVIDO DO NOME DE ANDRÉ PUCCINELLI JÚNIOR POR FALSÁRIO QUE SE FAZ PASSAR POR ELE

Na data de ontem, 13/04/2015, fui surpreendido com o uso indevido e não autorizado de meu nome em comentário ofensivo lançado abaixo da matéria intitulada “Após flagra e apreensão, diretor do Detran-MS diz que regularizou carros da mulher”.
No afã de se passar por minha pessoa, alguém apropriou-se criminosamente de meu nome para criticar os comentários dos leitores deste importante veículo de informação.
Em relação aos comentários do leitor “Leco do Buriti” que exigira verificação de certo veículo, o falsário apresentou-se como se fosse a minha pessoa (André Puccinelli Júnior) e respondeu ofensivamente “Vou verificar debaixo na saia da sua mãe”.

Já em relação aos comentários do leitor “S. Santos”, novamente o falsário utilizou indevidamente meu nome (André Puccinelli Júnior), e lançou o seguinte comentário leviano: “É só não pagar. Entre meus filhos e meu carro, não penso 2 vezes amigo”.

O uso indevido de meu nome em comentários pejorativos, ofensivos e impróprios, teve o objetivo de denegrir minha imagem perante os leitores deste importante site de notícias.

Isso configura crime de falsidade ideológica, difamação e injúria, razão pela qual pretendo tomar medidas jurídicas e policiais necessárias a fim de identificar o responsável pelo uso não autorizado de meu nome e identidade.

Sou professor universitário e não tenho militância partidária. Mas todos sabem que sou filho do ex-governador André Puccinelli e o episódio teve flagrante objetivo político, pois o criminoso se escondeu covardemente no anonimato para indispor o sobrenome da família Puccinelli perante a sociedade.

A maior lição de vida que herdei de meu pai André Puccinelli é a de que nossa honra não tem preço. Por isso, solicito a este veículo jornalístico a comunicação do ocorrido aos seus leitores, a pronta remoção de todos os comentários pejorativos e o fornecimento dos dados concernentes à identificação do falsário que usou indevidamente meu nome para atacar a honra dos demais leitores.

Atenciosamente,

André Puccinelli Júnior”

Jornal Midiamax