Cotidiano

Projeto ‘Justiça Sobre as Águas’ começa segunda etapa neste sábado

Primeira etapa registrou 50 atendimentos

Kemila Pellin Publicado em 15/10/2015, às 20h39

None
20151015134148.jpg

Primeira etapa registrou 50 atendimentos

Promovido pelo Juizado Especial Cível e Criminal de Corumbá, em parceria com a Marinha do Brasil, o projeto “Justiça Sobre as Águas”,começa a segunda fase de atendimento a população ribeirinha do Pantanal, neste sábado (17). A expectativa é de que o navio deixe a base naval de Ladário às 8 horas da manhã, rumo as localidades de Porto da Manga, Albuquerque e Porto Morrinho, onde deve permanecer até o dia19.

O projeto é liderado pelo juiz Emerson Ricardo Fernandes, que viaja acompanhado de um servidor, um oficial de justiça, e membros do Ministério Público e da Defensoria Pública. A expectativa é de que nesta edição sejam realizada, pelo menos 50 atendimento, para igualar a primeira etapa, já que o juiz buscou intensificar a divulgação do serviço para a comunidade de Albuquerque, que teve baixa participação na primeira missão do projeto.

Os casos mais comuns, segundo o magistrado, são de família e pensão alimentícia. Em outras situações as pessoas já possuem processos na justiça, mas há tempos não sabem como estão os andamentos. Além disso, explica que são prestadas informações diversas ao público ribeirinho, muitas delas até que não são da competência judicial. “As idas dos ribeirinhos à cidade têm objetivos mais imediatos, como adquirir alimentos e na maioria das vezes falta tempo e informação para buscar os seus direitos”, completa.

Jornal Midiamax