Cotidiano

Prefeito pretende ir ao MPE, TCE e Câmara para não deixar Capital um ‘queijo suíço’

Com chuvas, buracos aumentam nas ruas

Wendy Tonhati Publicado em 30/09/2015, às 14h57

None
img-20150930-wa0046.jpg

Com chuvas, buracos aumentam nas ruas

O prefeito Alcides Bernal (PP) disse na manhã desta quarta-feira (30) que pretende recorrer ao MPE (Ministério Público Estadual), ao TCE (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul) e até à Câmara Municipal para conseguir uma forma de dar fim a ‘buraqueira’ do asfalto de Campo Grande.

Bernal afirmou que o asfalto de Campo Grande é muito antigo e que precisa de uma iniciativa para tampar os buracos. “Com certeza vou ter que tomar medidas que não podem ficar empacadas na burocracia da administração publica, mas para que essas medidas sejam realmente tranquilas e com base na lei, vou pedir auxílio ao MPE e até do TCE. Campo Grande não pode se transformar em um queijo suíço”, disse o prefeito.

Na tarde da terça-feira (29), a Prefeitura informou que determinou a equipes da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), a realização de levantamento de todos os contratos relacionados ao tapa-buraco e que devem ser montadas equipes para realizar o serviço de forma emergencial.

O tapa-buraco, assim como recapeamento das vias, foram suspensos no dia 10 de setembro, pelo prazo de 90 dias, junto com os  pagamentos a fornecedores ou prestadores de serviços, considerados não essenciais pelo prefeito Alcides Bernal.

Jornal Midiamax