Cotidiano

Movimento em defesa dos hospitais filantrópicos terá início nesta segunda-feira

A campanha nacional foi idealizada pela Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos

Clayton Neves Publicado em 29/06/2015, às 12h37

None
foto_materia_332.jpeg

A campanha nacional foi idealizada pela Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos

Nesta segunda-feira (29), às 14 horas, a Febesul (Federação das Instituições Filantrópicas e Beneficentes do Estado do Mato Grosso do Sul) realizará um debate do ‘Dia D em Defesa da Saúde’ na Santa Casa de Campo Grande. A ação é a primeira etapa da campanha ‘Acesso à Saúde – Meu Direito é um Dever do Governo’ proposta pelo Movimento Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos no SUS.

Na ocasião, gestores dos hospitais Santa Casa, Nosso Lar, Hospital de Câncer Alfredo Abrão, Hospital São Julião, Maternidade Cândido Mariano irão esclarecer para autoridades e representantes dos vários setores da sociedade as dificuldades enfrentadas pela rede de atendimento e as consequências de um provável colapso do sistema para o SUS. 

A campanha nacional foi idealizada pela Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (CMB), suas federações estaduais e os 50 maiores hospitais filantrópicos do país, e pretende alertar os brasileiros para a condição financeira precária das instituições filantrópicas. 

 “Precisamos primeiro envolver os municípios, entidades de classe, Ministério Público, conselhos, sindicatos, organizações sociais, imprensa, profissionais da saúde, pacientes e voluntários locais para, por fim, buscar o apoio do congresso nacional”, explicou Edson Rogatti, presidente da CMB. 

Dessa maneira, os gestores irão abordar as formas de financiamento e discutir medidas em busca de uma solução para o problema que atinge todas as regiões do país. Esses encontros acontecerão simultaneamente em todos os municípios. 

“Estamos certos de que a divulgação dessa realidade e a mobilização em torno do tema são indispensáveis para que medidas urgentes que garantam o direito à saúde dos cidadãos sejam tomadas. Este é o objetivo principal do nosso movimento”, finaliza Rogatti. 

Todos os municípios do Brasil que aderiram ao Movimento Nacional irão promover ações neste dia, chamado de Dia D da Saúde Municipal. No estado de São Paulo, cerca de 50 entidades irão realizar algum tipo de ação. No dia 13/07, a ação será nos estados e no dia 4/08 será realizado o Dia D da Saúde em Brasília. 

Convidamos todos vocês para acompanharem a campanha em defesa da saúde e a acessarem a página do Movimento para conferir informações sobre a ação e o panorama do setor.

Jornal Midiamax