Cotidiano

Juiz determina liberação de 11 leitos na UTI da Santa Casa

Pacientes estavam em estado de risco

Midiamax Publicado em 25/11/2015, às 13h37

None
site_mg_0427_2.jpg

Pacientes estavam em estado de risco

O juiz plantonista do Tribunal de Justiça (TJ), Roberto Ferreira Filho, determinou que a Santa Casa de Campo Grande libere 11 leitos, do total de 14 que nessa terça-feira (24) foram bloqueados pela administração do hospital, sob alegação de problemas financeiros. As vagas foram disponibilizadas por meio de determinação judicial, a fim de atender pacientes em estado de risco. 

Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura, dos 39 pacientes graves alocados nas UPAS (Unidades de Pronto Atendimento), na tarde de ontem, o Município listou 11 que considerados de permanência inviável em razão de risco de instabilidade e morte súbita.

Por conta da situação, o MPE (Ministério Público Estadual ) requereu concessão de liminar para que, de imediato, a Associação Beneficente de Campo Grande, disponibilizasse os 14 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensivo) para pacientes da rede pública de saúde..

Conforme o médico regulador do serviço de emergência médica de Campo Grande, Felipe Bouchadbki de Almeida Guardini, dos 11, oito são pessoas idosas que necessitam naturalmente de cuidados especiais, com proteção prioritária.

O juiz determinou que dos 14 leitos solicitados pelo MPE, fossem liberados 11, número equivalente a quantidade de pacientes, listados pelo município, em estado de risco.

O presidente da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), Wilson Teslenco, convovou a imprensa para uma coletiva, nesta manhã, às 10 horas para falar a respeito da situação financeira da Santa Casa.

Jornal Midiamax