Cotidiano

Instituições Federais de MS receberão 3,5 mi do MEC para investir em Cultura

A verba é do programa “Mais Cultura nas Universidades"

Kemila Pellin Publicado em 13/06/2015, às 17h07

None
images.jpeg

A verba é do programa “Mais Cultura nas Universidades”

As três Instituições Federais de Ensino de Mato Grosso do Sul devem receber juntas, 3,5 milhões em investimentos para a cultura. A verba é do programa “Mais Cultura nas Universidades”, dos Ministérios da Cultura (MinC) e da Educação.

Conforme o MEC, ao todos serão destinados R$ 20 milhões para a realização de projetos que desenvolvam e fortaleçam a arte e cultura brasileiras, com ênfase na inclusão social e no respeito e reconhecimento da diversidade cultural, para diversas instituições federais do país. Cada unidade de ensino contemplada receberá entre R$ 500 mil e R$ 1,5 milhão.

A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) foi contemplada com o valor máximo, R$ 1,5 milhões. A Universidade Federal da Grande Dourados deve receber R$ 521.780 e o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) R$ 1.499.780.

Nesta primeira edição, o programa recebeu adesão de todas as universidades federais e da quase totalidade dos institutos federais do país. Os planos de cultura apresentados precisavam contemplar e relacionar pelo menos um dos eixos temáticos descritos no edital, que são: educação básica; arte, comunicação, cultura das mídias e audiovisual; arte e cultura digitais; diversidade artístico-cultural; produção e difusão das artes e linguagens; economia criativa, empreendedorismo artístico e inovação cultural; arte e cultura: formação, pesquisa, extensão e inovação; memória, museus e patrimônio artístico-cultural. Após o recebimento da verba, os planos devem ser desenvolvidos entre 12 a 24 meses.

As instituições que tiveram seus planos de cultura inabilitados podem entrar com recurso até a próxima quarta-feira, 17, por meio de formulário específico, que deve ser enviado para o endereço eletrônico do programa. A lista com o resultado final do processo será publicada em 3 de julho. Os planos não habilitados são aqueles que não respeitaram o item 4.2 do edital, ou seja, constituíam mais de uma proposta.

Mais informações e a lista completa dos beneficiados está disponível no site do MEC, no endereço: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=21395

Jornal Midiamax