Cotidiano

Folgado: morador reclama de vizinho que deixa entulho espalhado pela rua

Até cachorro morto foi jogado no local

Wendy Tonhati Publicado em 26/09/2015, às 15h01

None
img-20150926-wa0035.jpg

Até cachorro morto foi jogado no local

Um amontoado de entulhos está incomodando os moradores da Rua Francisco da Costa, no Conjunto Habitacional Universitária 2, em Campo Grande. De acordo com um leitor do Jornal Midiamax, que preferiu não se identificar, recentemente uma residência foi alugada, os moradores limparam o terreno e deixaram os entulhos no meio da rua.

Como o caminhão da coleta de lixo não recolhe esse tipo de material, várias pessoas estão jogando lixo por cima para desespero dos vizinhos. “Para finalizar, agora tem um cachorro enorme em um saco preto. Está com muito mosquito e o mau cheiro começou a exalar”, diz o leitor.

O moradores da rua já tentaram falar com os agentes de saúde e foram informados, que somente a Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) poderia resolver a situação. “Tenho criança em casa, idosa e nossa saúde está em risco devido ao grande número de mosquitos que nos visitam. Estamos de mãos atadas e precisamos de socorro”, diz o leitor.

Multa

No dia 18 deste mês, o governador, Reinaldo Azambuja (PSDB) sancionou uma lei que prevê multa para quem jogar lixo na rua. A penalidade para quem infringir a lei pode variar de 5 a 150 Uferms, dependendo do caso. Mas, o valor pode ser aumentado em até cinco vezes pelas autoridades ambientais, em casos de reincidência.

Considerando o valor da Uferms válido para outubro, de R$ 21,84, o custo mínimo da infração seria de R$ 109, a máxima de R$ 3.276 que, multiplicada por cinco, pode chegar a R$ 16.380. 

“É vedado jogar, colocar, deixar ou praticar qualquer outro ato que implique depósito de lixo, de qualquer espécie ou volume, nas vias e logradouros públicos”, traz o primeiro artigo da nova lei. A colocação dos descartes na rua fica permitida “em recipiente próprio para a coleta pública”. Conforme a sanção do governador, a nova lei entra em vigor daqui dois meses.

WhatsApp: fale com os jornalistas

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei.

Jornal Midiamax