Cotidiano

Final feliz: família encontra homem que se perdeu ao tentar ir para casa

Homem foi encontrado dormindo em ponto de táxi

Midiamax Publicado em 08/11/2015, às 23h39

None
2_43.jpg

Homem foi encontrado dormindo em ponto de táxi

Wilson, homem de 43 anos, que se perdeu ao tentar ir para casa na noite deste sábado (7) encontrou sua família neste domingo (8), em Campo Grande. A irmã dele foi buscá-lo na Depac Centro, onde foi deixado por taxista que o encontrou dormindo em ponto de táxi na noite anterior.Final feliz: família encontra homem que se perdeu ao tentar ir para casa

A irmã de Wilson agradeceu ao taxista pela bondade. “Ele sumiu outra vez e não teve a sorte de encontrar alguém legal como este taxista, então agradecemos”. Segundo ela, boletim de ocorrência de desaparecimento já havia sido registrado e a família o procurava a noite toda.

Entenda o caso

Um taxista procurou a polícia na manhã deste domingo (8) para tentar encontrar a família de um homem que  solicitou seus serviços na noite de ontem, mas depois de não achar o endereço que procurava acabou dormindo no ponto de táxi.O homem, de 43 anos, se identificou como Wilson e disse que quer encontrar a família.

Ele disse que não consegue lembrar onde mora e afirmou ter esquizofrenia. Wilson disse à equipe de reportagem que não tomou seu medicamento ontem e acredita que, por isso, não consegue chegar em casa.

Segundo relato do taxista Cesar Augusto, de 45 anos, por volta das 20h30 de ontem Wilson o parou na Rua Rio Grande do Sul pedindo para ser levado para casa, que ficaria na Rua Pernambuco. O problema é que depois de procurar por mais de duas horas, a casa não foi encontrada.

O taxista conta que o homem disse por várias vezes que se tratava de uma casa amarela, mas as referências informadas não coincidiam com o endereço que ele passou. “Ele me dizia pontos de referências que não batiam com o endereço. Até procurei os locais que ele me falava com a ajuda do GPS, mas não achei essa casa amarela”, conta o taxista.

Por volta das 22 horas o taxista disse que resolveu parar de procurar e levou o homem para o ponto de táxi onde fica no Bairro Monte Castelo. Depois de ver que Wilson passou a noite inteira lá, Cesar resolveu procurar a polícia para registrar um boletim de ocorrência e tentar encontrar a família dele.

Cesar Augusto conta que procurou no Facebook o nome informado por Wilson como da sua irmã e deixou um recado sobre o seu paradeiro.

Em conversa com a equipe do Jornal Midiamax, Wilson disse que faz uso de remédios controlados e um deles é para esquizofrenia, mas no sábado (7) não tomou seus remédios. 

Jornal Midiamax