Cotidiano

Familiares de pacientes internados na Santa Casa sofrem tentativa de golpe

Golpistas pediram dinheiro para supostos tratamentos

Midiamax Publicado em 24/06/2015, às 14h55

None
santa_casa_dg.jpg

Golpistas pediram dinheiro para supostos tratamentos

A assessoria de comunicação da Santa Casa de Misericórdia de Campo Grande divulgou uma nota de alerta, nesta quarta-feira (24), sobre tentativas de golpes contra familiares de pacientes hospitalizados. Conforme as informações, apenas nessa terça-feira (23), quatro famílias receberam telefonemas de estelionatários pedindo dinheiro para suposta compra de medicamentos e custeio de falsos tratamentos clínicos.

Na nota, o hospital explica que o golpe consiste em ligações nas quais os golpistas se passam por médicos e informam que o familiar internado necessita de medicamentos e outros procedimentos clínicos. Os estelionatários cobram pelos tratamentos e pedem que o valor exigido seja depositado em determinada conta bancária em nome de pessoa física.

De acordo com a assessoria de comunicação da Santa Casa, uma das tentativas de golpes ocorreu no dia 28 de maio e outras quatro foram feitas ontem. Os familiares dos pacientes, que receberam as ligações dos estelionatários, foram orientados a registrar boletim de ocorrência sobre as tentativas de golpe.

A Santa Casa não soube informar a origem do vazamento de informações a respeito dos pacientes internados na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e garante que as denúncias serão averiguadas.

A assessoria de comunicação do hospital esclarece que as informações pessoais e clínicas dos pacientes são fornecidas pessoalmente aos familiares por meio do SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente), Ouvidoria ou SPP (Serviço de Prontuário do Paciente do Hospital Santa Casa) e enfatiza que não se responsabiliza pelos prejuízos de quem sofre o golpe e destaca que até o momento, não há informação de que o golpe tenha sido concretizado.

A assessoria de comunicação adverte que em casos semelhantes, os familiares devem entrar imediatamente em contato com o SAC do hospital por meio do telefone: (67) 3322-4050.

Golpe da desgraça

Em reportagem exibida no dia 1º de março de 2015, no Fantástico, o estelionatário Valfrido Gonzalez Filho, de 36 anos, preso desde 2012, é apontado pelo delegado Wellington de Oliveira como principal suspeito de aplicar o chamado “golpe da desgraça”.

Segundo as investigações, mais de 40 pessoas foram vítimas do golpista, que teria arrecadado  ao menos R$ 200 mil de familiares de pacientes internados em diferentes hospitais do país.

Jornal Midiamax