Enfermeiros reclamam de corte em ponto feito pela Prefeitura

Corte representaria 50% dos salários dos servidores
| 24/07/2015
- 19:11
Enfermeiros reclamam de corte em ponto feito pela Prefeitura

Corte representaria 50% dos salários dos servidores

Depois de encerrada a dos em Campo Grande, no dia 7 de julho, os profissionais reclamam de terem o ponto cortado pelo Poder Executivo Municipal, mesmo sendo uma atitude arbitrária como afirma o representante dos enfermeiros do Sinte PMCG (Sindicato dos Trabalhadores da Enfermagem da Prefeitura de Campo Grande), Hederson Fritz.

“É um desrespeito com o servidor. A gestão usa de forma arbitrária o poder e vai contra o próprio estatuto”, explica. De acordo com Fritz uma reunião com o secretário de administração, Wilson do Prado, deve ocorrer ainda nesta sexta-feira (24) para tentar resolver a questão dos mais de mil servidores.

Fritz ressalta que o corte representa mais de 50% dos salários dos profissionais. “Estão cortando ponto de servidor que não foi para a greve e dos contratados, que não poderiam entrar em greve”. Ele afirma que tentou entrar em contato com o secretário municipal de saúde, Jamal Salem, no entanto, o chefe da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) não está na cidade.

“Nesta tarde vamos analisar juridicamente a situação, e caso não haja um acordo entraremos com medidas judiciais na segunda-feira (27)”, fala Fritz.

A Prefeitura através de e-mail informou que na ação movida pelo poder executivo municipal contra a greve, o TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) autorizou o não pagamento aos servidores que não trabalharam, incluindo os que foram ao local de trabalho, registraram o ponto, mas não atenderam a população.

 

Veja também

Corpo de Bombeiros realizam combate a um încêndio de grandes proporções no Bairro Vida Nova...

Últimas notícias