Cotidiano

Dengue: 76% dos municípios de MS correm alto risco de epidemia

Apenas 6% dos municípios do estado estão ilesos e não correm riscos

Midiamax Publicado em 24/06/2015, às 19h18

None
download_1.jpg

Apenas 6% dos municípios do estado estão ilesos e não correm riscos

Com a chegada do inverno no último domingo (21) os números da dengue caíram em todo o Brasil, mas em Mato Grosso do Sul os números ainda assustam. Com dez mortes no ano, 76% dos municípios (60 de 79) correm alto risco de epidemia. A doença toma conta do estado: apenas 6% (cinco de 79) dos municípios estão ilesos e não correm risco de epidemia.

Conforme o boletim epidemiológico da doença divulgado nesta quarta-feira (24) pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), já foram registrados neste ano 26.988 casos no estado, uma média de mais de 154 casos por dia. A poucos dias do fim do semestre, o número de notificações de dengue em 2015 já é praticamente o triplo do número de 2014: 9.256.

Abrangência

Os óbitos causados pela doença provam a abrangência do mosquito em todas as regiões do estado. As mortes aconteceram em Campo Grande (duas), Sonora (duas), Corumbá, Dourados, Juti, Paranhos, Três Lagoas e Maracaju.

Veja o grau de risco de seu município

Correm alto risco de epidemia, por ordem de maior incidência (maior número de casos por habitantes proporcionalmente): Iguatemi, Sonora, Selvíria, Itaquiraí, Brasilândia, Amambaí, Laguna Carapã, Chapadão do Sul, Japorã, Sete Quedas, Inocência, Costa Rica, Juti, Douradina, São Gabriel do Oeste, Aral Moreira, Paranhos, Água Clara, Angélica, Eldorado, Maracaju, Naviraí, Tacuru, Antônio João, Nova Andradina, Santa Rita do Pardo, Três Lagoas, Aparecida do Taboado, Ivinhema, Paranaíba, Coronel Sapucaia, Nova Alvorada do Sul, Cassilândia, Paraíso das Águas, Alcinópolis, Guia Lopes da Laguna, Glória de Dourados, Mundo Novo, Anaurilândia, Vicentina, Pedro Gomes, Jaraguari, Fátima do Sul, Dourados, Ribas do Rio Pardo, Itaporã, Campo Grande, Jateí, Ponta Porã, Ladário, Caarapó, Bonito, Bataguassu, Rio Negro, Corumbá, Novo Horizonte do Sul, Coxim, Bandeirantes, Taquarussu e Rochedo.

Estão em estado de alerta para epidemia: Rio Brilhante, Deodápolis, Sidrolândia, Camapuã, Jardim, Miranda, Caracol, Porto Murtinho, Aquidauana, Anastácio, Rio Verde de Mato Grosso, Bodoquena, Terenos e Figueirão.

Os ilesos são Batayporã, Nioaque, Bela Vista, Corguinho e Dois Irmãos do Buriti.

Jornal Midiamax