Cotidiano

Cruzamento perigoso: Cinto salva motorista em capotamento na região central da Capital

Moradores reclamam do cruzamento perigoso

Diego Alves Publicado em 13/06/2015, às 23h07

None
montana.jpg

Moradores reclamam do cruzamento perigoso

O cinto de segurança salvou um jovem de 19 anos, de uma tragédia ou de ficar gravemente ferido na noite deste sábado (13), em um acidente no cruzamento das Ruas Brasil com a Alegrete na região central de Campo Grande.

Mesmo com a forte colisão e o fato de um veículo Chevrolet Montana, que o rapaz de 19 anos dirigia, ter capotado três vezes, por sorte ninguém ficou ferido. Após o capotamento, o carro ficou com as rodas no solo. Indignados, moradores relatam que no cruzamento ocorrem inúmeros acidentes.

O acadêmico de veterinária, Gabriel de Moraes Pereira de 19 anos, transitava com o Chevrolet Montana na Rua Alegrete no sentido leste-oeste, quando foi atingido por um Ford Ka que vinha pela Rua Brasil, no sentido centro-bairro, e atravessou a preferencial.

“Estava vindo e antes do cruzamento eu dei luz alta, vi uma mulher parar e passar. Depois, no momento em que eu fui passar o cruzamento, o carro (For Ka), bateu no meu”, disse Gabriel que por conta do cinto não sofreu ferimentos durante o capotamento.

Abalado, o motorista do Ford Ka, disse que não viu o momento em que o carro vinha. “Passei no cruzamento e acabei atingindo ele”, disse o jovem de 27 anos.

“Já teve carro que quebrou muro de casa aqui, tem que colocar alguma sinalização, é muito acidente aqui”, diz o arquiteto Ely Haddad de 40 anos. “Quase todos os dias tem acidente, passam em alta velocidade aqui”, lembra a moradora Vanusa Fernandes de 43 anos. 

Jornal Midiamax