Cotidiano

Chuva traz queda de granizo, rajadas de vento e alívio ao calorão

Previsão é de mais chuva para todo o Estado no fim de semana

Kemila Pellin Publicado em 25/09/2015, às 19h03

None
_mg_2119.jpg

Previsão é de mais chuva para todo o Estado no fim de semana

A chuva finalmente chegou a Mato Grosso do Sul, mas trouxe também queda de granizo e vendavais. Só na tarde desta sexta-feira (25) já foram registradas duas quedas de arvores na Capital, casas destelhadas e chuva de granizo na região norte da cidade e também nas cidades de Jardim e Guia Lopes da Laguna, na região sudoeste do Estado.

De acordo com a meteorologista Cátia Braga do Cemtec-MS (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos), a queda de granizo é normal quando o tempo está muito quente e as chuvas se formam rapidamente. “Quando está há um bom tempo sem chover, a atmosfera quente causa uma instabilidade e faz com que as nuvens se formem muito rapidamente, e por isso acontecem as chuva de granizo”, explica. A parte positiva, é que a temperatura também vai sofrer alterações, com singelos declínios.

Ainda segundo a meteorologista, a previsão é de chuva para todo o Estado no fim de semana, e como consequência, queda de temperatura, que não deve ser muito significativa, mas já vai dar um alívio no calorão.

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) indica pancadas de chuva na tarde de sábado, principalmente nas regiões sul e sudoeste. No Domingo a previsão é de pancadas de chuvas ocasionais e nova elevação de temperatura.

Já no início da semana, entre segunda e terça-feira, o calor e a umidade promovem pancadas de chuva ocasionais e as temperaturas tendem a cair novamente.

Para a Capital a previsão é de chuva nos próximos dias, com temperatura em torno dos 31 ºC, o que já anima os campo-grandenses, que tem sofrido com o calorão dos últimos dias.

O motoboy Ednei Faustino Batista, de 35 anos, comemorou a chegada da chuva, dizendo que o sol forte castiga quem desempenha a função. “Por conta do meu serviço eu tenho que usar camiseta de manga longa e muito protetor solar, e nos dias quentes como esse, a chuva é um refresco”.

O aposentado Valter Patrial, de 75 anos, ainda lembrou da importância da chuva para os agricultores. “Nessa época começa o plantio, então é necessário que chova”. Sobre o calor, o aposentado disse que não se intimida. “Eu já morei no Norte e conheço toda o Amazonas, então calor não me incomoda”, disse.

Jornal Midiamax