Cotidiano

Casa abandonada há mais de três anos causa medo em moradores de bairro

Multa para terreno abandonado pode chegar a R$ 6 mil

Thatiana Melo Publicado em 06/08/2015, às 12h14

None
mato_alto.jpg

Multa para terreno abandonado pode chegar a R$ 6 mil

Os moradores do Bairro Jardim Aeroporto, região oeste, de Campo Grande, há três anos convivem com o medo e com a sujeira de uma casa abandonada na Rua Aurélio Azuaga. De acordo com os moradores o proprietário da residência mora na região, mas não limpa o terreno.

Um morador, que não quis se identificar, por medo afirma que o local está virando um lixão. “Tem sofá velho jogado no terreno, bicho morto na casa abandonada, e ninguém faz nada por que os vizinhos tem medo”, fala o morador.

Ainda de acordo com informações a casa foi saqueada e virou esconderijo para pessoas que utilizam o local para usar drogas. “Tenho medo de deixar minha casa, e quando voltar encontrar alguém nela, já que pessoas estranhas utilizam o local para  fumar droga”, explica o morador.

Além do perigo outro problema enfrentado é a invasão de vários bichos, como camundongos, ratos, baratas. “Minha casa está sendo invadida e fora os mosquitos que antes não tinham, é perigoso por causa da dengue”, ressalta.

Segundo a Prefeitura e a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), é necessário que a denúncia seja feita através do sistema Gesol (Gerenciamento de Solicitações), ou do telefone 156, para que fiscais possam passer a vistoria do local. O proprietário que for notificado terá o prazo de dez dias para regularização, caso não seja cumprido será autuado em acordo com a lei nº 2909, artigo 18-A, com multa entre R$ 1.721 e R$ 6.884.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Jornal Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp da redação, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Jornal Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei.

Jornal Midiamax