Cotidiano

Cadela mutilada no Bairro Coophavila II morre em clínica veterinária da Capital

O animal estava sedado e recebia alimentação na veia

Midiamax Publicado em 11/06/2015, às 12h45

None
cadela_atropelada_-_michele_brum_lopes.jpg

O animal estava sedado e recebia alimentação na veia

A cadela Vitória, que foi mutilada no dia 30 de maio no Bairro Coophavila II, região sudoeste de Campo Grande, morreu na madrugada desta quinta-feira (11). O animal estava internado há 13 dias para tratamento, mas não resistiu aos ferimentos que se estendiam por 40 % do corpo.

Segundo a veterinária Jucimara Costa Pereira, o caso de Vitória era grave e ela estava perdendo líquido e sangue a todo o momento. Ainda de acordo com Jucimara, apesar da transfusão de sangue e do soro ela não teve melhora no seu quadro de saúde.

Outro problema era a temperatura de Vitória que não estava sendo controlada. O animal estava sedado e recebia alimentação na veia, bem como remédio para aliviar a dor e evitar infecção.

Jucimara disse que mesmo a ferida estando bem cuidada era muito grande e prejudicava o corpo de Vitória, que tinha apenas 3 meses e aproximadamente 2 quilos.

Caso

Simona Zaim, 32 anos, socorreu a cadelinha depois de ser encontrada ferida no Bairro Coophavila II, em Campo Grande. Moradores disseram que o filhote sofreu maus-tratos de pelo menos quatro adolescentes. O caso foi divulgado na rede social e causou revolta nos usuários.

Polícia

O caso foi registrado na segunda-feira (1º) pela Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista), pelo crime de ‘praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos’, qualificado.

No documento foi informado que, ‘no dia 29 de maio de 2015, um animal da espécie canina teria sido vítima de maus-tratos, ocasião na qual teve parte de sua pele arrancada e duas patas fraturadas, não havendo até o momento do presente registro maiores informações sobre o local exato dos fatos e da autoria, mas que o animal foi atendido e encontra-se internado em uma clinica veterinária desta Capital’.

Jornal Midiamax