Cotidiano

Bombeiro que fez parto em ambulância se emociona e diz que casos assim o faz refletir

Emocionado, bombeiro diz nunca ter passado por tal experiência 

Carol Alencar Publicado em 12/08/2015, às 20h45

None
bombeiro_que_fez_o_parto.jpg

Emocionado, bombeiro diz nunca ter passado por tal experiência 

O soldado Marin, do 1º subgrupamento dos bombeiros de Aquidauana teve uma terça-feira um tanto quanto diferente hoje. É que nesta manhã, enquanto ia atender uma ocorrência e não esperava que poderia auxiliar uma mãe a dar a luz.

Junto do motorista da ambulância, ele foi socorrer Jéssica, que é moradora da Fazenda Costa Rica, situada na famosa Estrada Toca da Onça, no Pantanal.

A jovem, que já tem dois filhos, conta que estava em casa, quando começou a sentir dores. A família acionou uma ambulância da Prefeitura de Aquidauana e, ainda surpreendida, iniciou o transporte da gestante em uma caminhonete.

Após 45 minutos de estrada, na rodovia BR-419, eles se encontraram com a caminhonete e viram que a jovem estava sentada no banco traseiro, com fortes dores abdominais. Ela foi colocada na ambulância, mas, como passou a ter contrações em intervalos cada vez mais curtos, faltando a distância de 55 quilômetros para Aquidauana, o bombeiro percebeu que o nascimento teria mesmo de ocorrer dentro do veículo.

“Percebi que precisava tranqüilizá-la, pois ela já tinha passado por duas cesarianas e estava com medo de fazer um parto normal e me pediu para não abandoná-la”, conta ao Jornal Midiamax.

O bombeiro não tem filhos e disse ainda que foi emocionante ser a primeira pessoa a qual a criança teve contato. “O pai do bebê vinha logo atrás, em uma caminhonete e quando eu mostrei o filho para o pai, ele chorou muito… são coisas assim que fazem valer a pena tudo que a gente faz e nos põe a reflexão”, emociona-se o bombeiro.

Jornal Midiamax