Cotidiano

Aqui não, ladrão: vizinhos criam patrulha contra assaltos em bairro de Campo Grande

Cansados da falta de segurança, moradores usam placas para 'intimidar'

Midiamax Publicado em 30/09/2015, às 10h01

None
_mg_2496_internana-_1.jpg

Cansados da falta de segurança, moradores usam placas para ‘intimidar’

“Aqui não, ladrão: vizinhos unidos”. Se preferir tem outra: “Vizinhos em alerta: união e paz. Área vigiada pela comunidade. Qualquer atitude suspeita a polícia será acionada imediatamente”. Através de placas para intimidar e da união, moradores de bairro de Campo Grande solucionaram o problema de falta de segurança.

Acostumados com a tranquilidade, os moradores foram vítimas de onda de assaltos e roubos. A polícia, a Guarda Civil Municipal e guardinha passando de moto à noite não foram suficientes para devolver a paz aos moradores. “Trinta anos que moro aqui, nunca foi assim. Depois que assaltaram a casa da minha filha ela resolveu tomar uma providência”, conta idoso.

Aqui não

Assaltada no ano passado, a idealizadora do grupo conta que a união dos vizinhos foi o carro chefe para a ideia sair do papel. “Procuramos os vizinhos, criamos um grupo no WhatsApp e fizemos as placas para todos colocarem na frente das casas”.

De julho para cá, são mais de 15 casas com a placa. A intimidação funcionou: nenhuma das residências foi assaltada ou furtada desde então. “Estamos ligados. Quando um sai, avisa. Todos concordaram que um ia cuidar literalmente da vida do outro”, destaca.

A idealizadora garante que os vizinhos se divertem em meio à preocupação. “É um grupo dinâmico, divertido. Trouxe o sossego de volta e a gente dá risada, brinca. No fim serviu também para os vizinhos se conhecerem melhor, para nos aproximarmos”, observa.

Segundo relato dos moradores, desde que as placas tomaram conta das casas a polícia passou a fazer rondas na região e os ladrões deixaram de tentar furtos ou assaltos. “A coisa mudou. Muitas casas também têm câmeras então não picham mais, usuário de droga não fica mais na frente das casas, dificultamos o máximo que conseguimos”, conta morador.

Vizinhos em alerta

A efetividade do “Aqui não, ladrão: vizinhos unidos” chamou a atenção e mais placas estão sendo feitas a pedido de moradores. No mesmo bairro há outra placa figurando em vários portões: “Vizinhos em alerta: união e paz. Área vigiada pela comunidade. Qualquer atitude suspeita a polícia será acionada imediatamente”.

A história é praticamente idêntica. “Uma vizinha nossa comprou e mobiliou uma casa e foi viajar. Quando ela voltou, tinham levado todos os móveis. Ai em abril ela resolveu fazer a placa e avisou a gente. Tem um monte neste quarteirão e em outros”, relata moradora.

Assim como o “Aqui não, ladrão”, as placas surtiram o efeito desejado: nenhuma casa foi roubada ou assaltada. “Deixa o bandido com medo, ele desiste. Trouxe o sossego de volta”.

(Os entrevistados e o bairro não foram identificados por questões de segurança)

Jornal Midiamax