Cotidiano

Após liminar, Campo Grande deixa de ter “nome sujo” no Cadin

Capital deve deixar a lista nesta quarta-feira (30)

Evelin Cáceres Publicado em 30/09/2015, às 14h40

None
bernal.jpg

Capital deve deixar a lista nesta quarta-feira (30)

Uma liminar do TRF (Tribunal Regional Federal) desta terça-feira (29) exclui o município de Campo Grande da lista do Cadin (Cadastro Informativo de Créditos não quitados do setor público federal). Com a exclusão, a ser feita nesta quarta-feira (30), Bernal deve tentar empréstimos para que a Prefeitura consiga pagar o 13º salário dos servidores.

“Hoje vai ser retirado o nome de Campo Grande desta lista que tanto envergonha o município”, comentou. Os próximos passos da administração, entretanto, devem ser de cautela.

“Vamos ver a prestação de contas bimestral a ser apresentada pela Câmara e na próxima terça-feira a prestação de contas municipal de setembro, como um dos resultados da auditoria feita pela Prefeitura”.

Bernal explicou que Campo Grande foi inscrita no Cadin “por atraso de questões de ordem previdenciária”.

Na avaliação do prefeito, levará não menos que oito meses para a Prefeitura de Campo Grande contornar os problemas financeiros atuais. Além do pedido de empréstimo, ele reafirma medidas visando cortes de gastos e fala em planejamento nas pastas executivas para arrumar o que, ainda segundo a opinião dele, a “bagunça generalizada” na administração municipal.

Jornal Midiamax