Cotidiano

Anúncio de aumento do IPTU gera críticas e revolta por parte da população

Aumento será de 9,57% para 2016

Thatiana Melo Publicado em 05/11/2015, às 13h36

None
iptu.jpg

Aumento será de 9,57% para 2016

Depois do anúncio feito pelo prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), sobre o aumento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), na manhã desta quarta-feira (5), a equipe do Jornal Midiamax foi as ruas para ouvir a população que se mostrou insatisfeita com a tributação.

O gerente de loja, Ulisses Evangelista, de 38 anos, achou alto o valor que será cobrado. “Não é justo, principalmente, por causa da bagunça que está a administração da cidade. Acho que este aumento vai ser para tapar os buracos que ficaram”, fala.

“Mais aumento? É um absurdo, só sabem cobrar imposto e o reajuste salarial ficou menor que o próprio reajuste do imposto”, diz a vendedora Maria de Fátima, de 18 anos. O empresário Sandro João, de 43 anos, revela que a população não aguenta mais pagar tanto imposto.

“A cidade esta com índice zero de economia, e vem cobrar mais imposto? É um absurdo. O que nós temos de contrapartida? Como fica?”, indaga. Para a vendedora Patrícia Garcia Xavier, de 29 anos, o aumento serviria se fosse para melhorar a cidade. “Não vejo melhoria nenhuma, para que tanto aumento? É só olhar o asfalto da cidade como está”, diz.

Segundo o gerente de vendas, Anderson Mendes, a população não tem solução, vai ter de pagar. “Tudo sobe, além da inflação, e o salário não dá para nada”, fala. Para o autônomo, Edinaldo Cruz, de 47 anos, nem IPTU a população deveria pagar. “Nem deveria ter IPTU, olha a cidade como está? Só faltam colocar uma arma na nossa cabeça, a cidade só regrediu”, fala revoltado.

“É um absurdo, onde vamos parar? Não estamos conseguindo sobreviver, não vejo melhoria em nada na cidade”, diz a assistente administrativa, Flaviane Cunha, de 19 anos. “Não tenho infraestrutura nenhuma na minha rua, que não tem asfalto, e agora vem aumentar o IPTU?”, finaliza a gerente de loja, Ana Cláudia.

O aumento anunciado pela Prefeitura do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) será de 9,57% para o ano de 2016 definido com base no IPCA-E (índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial). Em 2014 o aumento do imposto foi de 12,58%.

Jornal Midiamax