Cotidiano

Homem encontrado morto em bairro de Campo Grande ainda não foi identificado

Até a manhã desta sexta-feira (14), a polícia ainda não havia identificado o homem que foi encontrado morto na quinta-feira, na Rua Getulina, Jardim Veraneio, atingido por seis tiros. O corpo segue no Instituto Médico e Odontológico Legal(Imol) de Campo Grande e ninguém havia comparecido ao local para  identificá-lo. Além das tatuagens pelo corpo, como […]

Arquivo Publicado em 14/02/2014, às 13h56

None

Até a manhã desta sexta-feira (14), a polícia ainda não havia identificado o homem que foi encontrado morto na quinta-feira, na Rua Getulina, Jardim Veraneio, atingido por seis tiros.

O corpo segue no Instituto Médico e Odontológico Legal(Imol) de Campo Grande e ninguém havia comparecido ao local para  identificá-lo.

Além das tatuagens pelo corpo, como a inscrição “Vida loca”, e o um nome “Rose”, no corpo está tatuada a imagem de um palhaço segurando uma arma.Também foram colhidas as impressões digitais para que seja feita a comparação.

“Se ele tiver RG do Estado poderemos chegar a identificação rapidamente, mas se não for assim, haverá uma certa dificuldade”,afirmou um policial que está envolvido na investigação.

O corpo do homem aparentando 25 e 30 anos foi encontrado por populares que passavam pelo local na manhã de quinta-feira. Foram constatadas várias lesões provocadas possivelmente por espancamento e a polícia trabalha com a possibilidade de execução.

Jornal Midiamax