Cotidiano

Chuvas rápidas, isoladas e localmente fortes devem ser rotineiras na Capital

A chamada “chuva de verão” caiu no fim da tarde e, horas depois, na noite desta terça-feira (7), em Campo Grande. Segundo estimativa da meteorologista Cátia Braga, choveram 15 milímetros. Também choveu na madrugada desta quarta (8). Cátia adverte para a situação que  deve se repetir durante todo o verão. “São chuvas rápidas, isoladas e localmente […]

Arquivo Publicado em 08/01/2014, às 11h37

None
362525808.jpg

A chamada “chuva de verão” caiu no fim da tarde e, horas depois, na noite desta terça-feira (7), em Campo Grande. Segundo estimativa da meteorologista Cátia Braga, choveram 15 milímetros. Também choveu na madrugada desta quarta (8). Cátia adverte para a situação que  deve se repetir durante todo o verão.

“São chuvas rápidas, isoladas e localmente fortes, causadas pela união de calor com a umidade da superfície. Elas ocorrerão na maioria das vezes no fim da tarde e ou à noite”, explica.

A meteorologista revelou que há dificuldade em fazer previsão do tempo nesta época do ano. “É difícil, não dá para avaliar em quais lugares da cidade vai chover”.

De acordo com a Defesa Civil de Campo Grande, não houve nenhuma solicitação de estragos da chuva de ontem. Foi feita apenas vistoria em locais de praxe de alagamento, por volta das 21horas.

Acidente de trânsito que a polícia suspeita ter sido causado pelo efeito de aquaplanagem matou três pessoas nesta madrugada na BR-163, saída para São Paulo.

A aquaplanagem acontece quando há uma fina camada de água entre a estrada e o pneu, que neste caso veio com a chuva. O carro perde contato com o solo, impossibilitando  o motorista de frear.

Jornal Midiamax