Cotidiano

Chuva causa destruição e alagamento em Camapuã

Uma forte chuva caiu em Camapuã na manhã desta segunda-feira (10) e causou muitos danos pela cidade. A chuva mais forte começou por volta das 5h30 e perdurou até às 6h40. Neste intervalo choveu mais de 80mm, o que fez a enchurrada tomar conta de ruas, casas e quintais, além da Concha Acústica. Muitas ruas […]

Arquivo Publicado em 10/03/2014, às 22h49

None
17064096.jpg

Uma forte chuva caiu em Camapuã na manhã desta segunda-feira (10) e causou muitos danos pela cidade. A chuva mais forte começou por volta das 5h30 e perdurou até às 6h40. Neste intervalo choveu mais de 80mm, o que fez a enchurrada tomar conta de ruas, casas e quintais, além da Concha Acústica. Muitas ruas ficaram interditadas por pequeno período em diversos pontos da cidade.

O córrego Garimpinho ficou muito cheio, assim como o ribeirão Camapuã. A grota que desce do Parque de Exposições da ACRICAM encheu tanto que ‘saiu da caixa’, alagando quintais e casas, alem de elevar o nível das águas acima das ruas, cobrindo a pavimentação com sujeira e lama.

No centro da cidade, na praça Joaquim Faustino Rosa, onde está a Concha Acústica, a água invadiu a rua João da Mota, desde o Cartório Eleitoral até após o ‘Bar da Andréia”, e, a rua Cuiabá, desde próximo ao Detran até após a rua João da Mota.

Alguns comércios do local foram atingidos e mas casas foram alagadas. Equipes da Prefeitura estavam nos locais, observando a situação e conjecturando soluções.

O ribeirão Camapuã tornou-se uma grande atração para a população, não acostumada com eventos dessa natureza. Até o momento ninguém da Prefeitura se manifestou sobre a real situação em toda a cidade e tampouco se houve vítimas das chuvas.

Jornal Midiamax