Cotidiano

Bairro Paulo Coelho Machado recebe Circuito 115 anos com diversas ações e serviços municipais

A Escola Municipal de Tempo Integral Ana Lúcia de Oliveira Batista, neste sábado, (13) durante toda a manhã esteve lotada de pessoas que procuravam os serviços municipais aproveitando o horário livre para solucionar questões pendentes, como documentos, inscrição no cadastro da Emha (Agência Municipal de Habitação), ações de saúde e serviço social. Com o Circuito […]

Arquivo Publicado em 13/09/2014, às 17h01

None

A Escola Municipal de Tempo Integral Ana Lúcia de Oliveira Batista, neste sábado, (13) durante toda a manhã esteve lotada de pessoas que procuravam os serviços municipais aproveitando o horário livre para solucionar questões pendentes, como documentos, inscrição no cadastro da Emha (Agência Municipal de Habitação), ações de saúde e serviço social. Com o Circuito 115 anos, os moradores do bairro Paulo Coelho Machado e região tiveram a oportunidade de participar também de ações lúdicas e educativas, atividades físicas, orientação, assistência e serviços de cunho social e saúde.

Esse foi o caso de Lidiane Cunha que bem cedo já estava na sala reservada para o atendimento social da Secretaria Municipal de Políticas, Ações Sociais e Cidadania (SAS) para fazer sua inscrição no CadÚNico e no Bolsa Família. “Essa ação é muito importante para nós que não temos tempo durante a semana para resolver essas questões e agora perto de casa, fica melhor ainda”, disse Lidiane que estava com seus dois filhos que já haviam sido assistidos pela equipe da saúde.

A arte também esteve presente no Circuito 115 anos com a mostra dos artistas e professores da escola, Maria Artlete, Burno Sandri e Aveline Karen que com as telas em óleo sobre tela chamaram a atenção de quem passava. “Estamos expondo nosso trabalho e também comercializando. Aqui é a nossa chance de mostrar o nosso talento e também incentivar a outras pessoas a produzir arte”, disse

Entre os serviços oferecidos ao público presente estavam ações na área da saúde como atendimento odontológico para crianças, consultas médicas pediátricas, aferição de pressão arterial, atividades do Programa de Saúde na Escola entre outros. Já para os trabalhadores da região, haverá divulgação de oportunidades de trabalho, emissão de CTPS, orientação para microcrédito e inscrição para cursos de qualificação.

Os participantes puderam também atualizar o cadastro para inscrição de programas relativos a aquisição de casa própria na Emha, análise de contratos, renegociação de dívidas ou quitação de financiamento, atendimento social, regularização fundiária e emitir documentos.

O CCZ também esteve presente apresentando as ações necessárias para evitar as zoonoses e um alerta contra a dengue. A jovem Ane dos Santos, de 12 anos, estava curiosa quanto as medidas necessárias para evitar as doenças causadas por animais. “Fiquei sabendo de muitas coisas e já vou contar pras minhas amigas”, destacou.

Além do Bolsa Família, estande da Acicg – Associação Comercial e Industrial de Campo Grande estava presente para consulta do CPF, indicação de pendências financeiras e orientação para negociação de dívidas, através do Scpc e da Cbmae– Câmara de Mediação e Arbitragem.

De acordo o Ouvidor, Eduardo Hadad, que representou o prefeito no evento, o Circuito 115 anos, reafirma o compromisso da administração em proporcionar uma gestão mais humanizada que valoriza as famílias, os trabalhadores, a educação das crianças e jovens, levando a cidadania a todos.

A realização do 4º Circuito 115 anos conta com a participação da SAS, Sedesc, Semed, Sesau, Emha, Fundac, Funsat, Funesp, CAC, Ouvidoria, Conselho Regional e Acicg.

Jornal Midiamax