Cotidiano

Em dia de jogo do Brasil comerciante investe na decoração, mas chuva espanta o torcedor

Chove desde cedo na Capital e jogo às 15h dificulta a ida do trabalhador aos bares por ter que cumprir expediente. Brasil joga com o Uruguai e na última partida animou os torcedores com 4 a 2 em cima da Itália

Arquivo Publicado em 26/06/2013, às 18h15

None
409483652.jpg

Chove desde cedo na Capital e jogo às 15h dificulta a ida do trabalhador aos bares por ter que cumprir expediente. Brasil joga com o Uruguai e na última partida animou os torcedores com 4 a 2 em cima da Itália

Nesta quarta-feira (26) Brasil enfrenta o Uruguai, mas a chuva espantou o torcedor em Campo Grande. Bares e restaurantes estão praticamente vazios. Bandeiras e bandeirolas enfeitam uma conveniência para chamar a atenção do jogo e até bolão gratuito tem, com direito a prêmio para torcedor que acertar o resultado.

“Aqui é tradição arrumar a conveniência para o jogo, mas a chuva atrapalha um pouco”, diz o proprietário da Cerv Já, Francisco José Avesani, 48 anos, que ainda diz que em dia de jogo o faturamento alcança de 30% a 40% a mais.

Cerca de 30 bandeirolas e cinco grandes bandeiras enfeitam o local. Assistindo o jogo estavam os vendedores Wesley Rogério da Silva, de 21 anos e Murilo Ribeiro, 24 anos, que foram liberados pelo patrão para assistir a partida e tomar cerveja à vontade.

“Ele [o patrão] jajá chega aí assistir junto. Vendemos purificador de ar de porta em porta, então quando chove é complicado, aí decidimos vir ver o jogo”, explicou Wesley que ainda garantiu que o patrão é quem paga a conta.

“Acho que o Brasil ganha de 3 a 1. O último jogo ele melhorou, porque antes estava todo mundo desacreditado”, afirmou Murilo.

No local também estava Ronald Luiz Vidal, 27 anos, empresário. “É a primeira vez que eu assisto em conveniência, sempre vou em casa de amigo. Acho que vai ser 3 a 1 para o Brasil”, disse.

Magno Baione, 28 anos, empresário, já é mais pessimista. “Acho que 2 a 1 só”, palpitou. No último jogo, o Brasil ganhou de 4 a 2 da Itália.

Jornal Midiamax