Cotidiano

Buraco toma conta de rodovia que governador prometeu asfaltar ‘só em 2042’

Um imenso buraco localizado às margens dos primeiros quilômetros da rodovia estadual MS-473 tem chamado a atenção de quem passa pela estrada. Após as chuvas da última semana, a erosão que já existia no local tomou proporções maiores e agora ameaça “engolir” a pista. Em um dos trechos, é possível observar boa parte da rodovia […]

Arquivo Publicado em 03/05/2011, às 12h42

None
1418133733.jpg

Um imenso buraco localizado às margens dos primeiros quilômetros da rodovia estadual MS-473 tem chamado a atenção de quem passa pela estrada. Após as chuvas da última semana, a erosão que já existia no local tomou proporções maiores e agora ameaça “engolir” a pista. Em um dos trechos, é possível observar boa parte da rodovia já tomada pela cratera.


Em dezembro do ano passado, o governador André Puccinelli ‘brincou’ afirmando que só asfaltaria a estrada no ano de 2042. De acordo com ele, a única medida que poderia ser tomada no momento seria o cascalhamento da estrada.


Na época, o governador prometeu iniciar os trabalhos paliativos em março de 2011. No entanto, após as chuvas do início do ano, Puccinelli recuou e afirmou que não mexeria mais na rodovia. Ele justificou que os recursos do Governo do Estado teriam que ser investidos na recuperação de estradas para o escoamento da produção.


Diariamente, diversas carretas de usinas de cana-de-açúcar e madeireiras realizam o trajeto pela rodovia que não é pavimentada. A estrada também dá acesso ao IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) e aos bairros São Bento, Papagaio e Laranjal.


Por não ser asfaltada, a rodovia sofre com o volume do tráfego e, quando chove, fica praticamente intransitável. Diversos veículos já atolaram ao tentar fazer a travessia, considerada perigosa também em dias de sol.

Jornal Midiamax