Cotidiano

BB prorroga operações de produtores atingidos pelo excesso de chuva em MS

O Banco do Brasil autorizou nesta terça-feira a prorrogação das dívidas dos produtores de Mato Grosso do Sul atingidos pelo excesso de chuva do início de março. A postergação dos pagamentos de custeio e investimento estava sendo esperada pelo setor produtivo e foi intermediada pela Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul) e pela bancada […]

Arquivo Publicado em 22/03/2011, às 21h40

None

O Banco do Brasil autorizou nesta terça-feira a prorrogação das dívidas dos produtores de Mato Grosso do Sul atingidos pelo excesso de chuva do início de março. A postergação dos pagamentos de custeio e investimento estava sendo esperada pelo setor produtivo e foi intermediada pela Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul) e pela bancada federal do Estado com a instituição financeira.


As medidas criadas para atender especificamente os produtores do Estado atendem a agricultores e pecuaristas que tiverem perdas superiores a 30%, as quais deverão ser comprovadas junto à instituição financeira. Neste caso, a parcela do financiamento com vencimento em 2011 será dividida em três pagamentos, os quais serão prorrogados para o final do contrato.


Com a medida, os novos prazos de pagamento podem chegar a três anos a partir do vencimento para operações de custeio e um ano após o término do contrato para operações de investimento. O pedido de prorrogação será feito através de declaração simplificada, assinada pelo mutuário no próprio banco.


Além da prorrogação simplificada, produtores de 21 municípios em situação de emergência também terão as parcelas com vencimento em primeiro de setembro automaticamente prorrogadas para 180 dias. Esta medida atende aos municípios de Alcinópolis, Aquidauana, Bandeirantes, Bonito, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dois Irmãos do Buriti, Ivinhema, Jaraguari, Ladário, Maracajú, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Paranaíba, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Santa Rita do Pardo, São Gabriel do Oeste, Sidrolândia e Terenos.

Jornal Midiamax